Odonthos. Blog.

(19) 3044.8899

(19) 98124.8789

Clínica Odontológica em Campinas Odonthos | Dentistas em Campinas

BLOG ODONTHOS ODONTOLOGIA

A Clínica Odonthos oferece tratamentos Dentários e Faciais com equipamentos de última geração, com uma equipe de profissionais que proporcionam eficência e conforto.

 

"Resultado da busca por: implantes dentários"


Como manter meu sorriso branco

Em 01/08/2016

 
Como manter meu novo Sorriso Branco?

 

Com o passar do tempo, a exposição a alimentos, bebidas (especialmente café, chá, refrigerante e vinho tinto) e fumo gradualmente escurecerá os dentes recentemente clareados. Mas existem medidas que podem ser tomadas para manter seu sorriso. O pequeno esforço investido em mantê-los brilhantes ao máximo, não é nada se comparado ao dinheiro e/ou tempo necessários ao tratamento de clareamento dos dentes.

Veja baixo algumas dicas para manter seus dentes brancos:

  • Use creme dental branqueador para a remoção de manchas e prevenir o amarelamento dos dentes.
  • Escove ou enxágüe os dentes imediatamente após consumir alimentos ou bebidas que possam manchá-los.
  • Use um canudo para consumir bebidas que possam manchar os dentes, como por exemplo: café, chá, refrigerantes e vinho tinto.
  • Use batom de tonalidade brilhante baseada no azul ou cor-de-rosa. O que confere uma aparência mais branca aos dentes. Evite usar tons alaranjados ou marrons.
  • Verifique se seus dentes necessitam de retoque. Dependendo do método de clareamento usado, um retoque após seis meses, um ano ou dois pode ser necessário. Caso você fume ou beba muito café, talvez precise de um retoque com mais freqüência.

 

 

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas odontologia campinas clínica odontológica em campinas implantes dentários facetas porcelana lentes de contato de porcelana estética dental clareamento dentário aparelho dentário de porcelana  

Compartilhe:

Clareamento dentário - branqueamento dental

Em 01/08/2016

 Folheto: Clareamento

Folheto: Clareamento

O clareamento pode ser feito tanto em um consultório dentário como em casa, utilizando um sistema fornecido pelo seu dentista. Ambos os métodos utilizam um gel branqueador que oxida a mancha. Durante o processo de clareamento, é normal que os dentes se tornem ligeiramente sensíveis.

Folheto: ClareamentoClareamento no consultório
Este procedimento demora de 30 minutos a uma hora por visita, e talvez você tenha que retornar algumas vezes até obter o resultado desejado.

A fim de proteger sua boca, uma substância em gel é aplicada em sua gengiva e um protetor de borracha é colocado em volta do colo dos dentes. Um agente oxidante (a solução branqueadora) é então aplicado.

Algumas vezes, uma luz especial é utilizada em intervalos de cinco minutos para ajudar a ativar o agente clareado.

Folheto: ClareamentoClareamento em casa
O clareamento em casa é o procedimento mais comum hoje em dia. Seu dentista faz um molde de seus dentes, prepara um suporte sob medida (moldeira), que você preenche com o gel branqueador e utiliza durante duas horas diariamente ou a noite, por cerca de duas semanas.

Muitos kits de clareamento prescritos por dentistas atualmente contêm uma solução de 10, 15 e 21%de peróxido de carbamida. Quando feito sob a supervisão de seu dentista, o tratamento em casa é bastante eficaz.

Com o passar do tempo, a exposição a alimentos, bebidas (especialmente café, chá, refrigerante e vinho tinto) e fumo gradualmente escurecerá os dentes. Evite o consumo frequente destes tipos de alimentos. O pequeno esforço investido em manter seus dentes brancos não é nada se comparado ao dinheiro e/ou tempo necessários ao tratamento de clareamento.

Como manter meu novo sorriso branco?

  • Use creme dental branqueador para remover manchas e prevenir o amarelamento dos dentes;
  • Escove ou enxágue os dentes imediatamente após consumir alimentos ou bebidas que possam manchá-los.
  • Durante o tratamento, use um canudo para consumir bebidas que possam manchar os dentes, como por exemplo: café, chá, refrigerantes e vinho tinto;
  • Verifique se seus dentes necessitam de retoque. Dependendo do método de clareamento usado, um retoque após seis meses, um ano ou dois pode ser necessário. Caso você fume ou beba muito café, talvez precise fazê-lo com mais frequência.
  • Previna-se da sensibilidade dentinária usando um creme dental para dentes sensíveis antes de após o tratamento. Colgate® Sensitive Pro-AlívioTM oferece alívio instantâneo e duradouro da hipersensibilidade dentinária.

CONTINUE LENDO...

Tags: clínica odontológica cambuí campinas clínica de odontologia em campinas dentista em campinas clareamento dental estética dental implantes dentários aparelho dentário autoligado de porcelana ronco e apnéia DTM ATM Dor orofacial 

Compartilhe:

Higienização de implantes dentários

Em 11/07/2016

 Técnica de escovação adequada

Técnica de escovação adequadaImediatamente após a implantação cirúrgica, a área onde o implante foi colocado ficará sensível, e você poderá ter dificuldade de usar uma escova de dente na região. Desse modo, para evitar a formação da placa use antissépticos bucais antibacterianos e/ou cremes dentais, conforme recomendação do seu dentista. Um ou dois dias após a inserção do implante você pode usar uma escova de dente extra macia para higienização da região. Uma vez que a prótese dentária (coroa, dente) for colocada, escove muito bem toda área ao redor do implante.
www.odonthos.com.br
19 3044-8899

CONTINUE LENDO...

Tags: implantes dentários prótese sobre implante implantes osseointegrados prótese tipo protocolo prótese dentária facetas laminadas de porcelana lentes de contato de porcelana dentista campinas odontologia cambuí campinas 

Compartilhe:

Prótese sobre implante tipo protocolo

Em 21/06/2016

 prótese tipo protocolo Bränemark consiste na reabilitação total de pacientes que perderam seus dentes há muitos anos e que possuem sua parte óssea prejudicada. A técnica do médico ortopedista sueco, Per-Ingvar Bränemark, teve início nos anos 60, mas em 1969 ela foi otimizada para próteses fixas.


 

CONTINUE LENDO...

Tags: implantes dentários prótese sobre implante tipo protocolo prótese dentária facetas de porcelana lentes de contato de porcelana dentista campinas odontologia campinas dentista cambuí campinas 

Compartilhe:

COMO SÃO FEITOS OS IMPLANTES DENTÁRIOS

Em 13/12/2015

 

CONTINUE LENDO...

Tags: Implantes dentários em campinas-sp clínica de implantodontia em campinas-sp 

Compartilhe:

Implantodontia: Prótese Fixa Tipo Protocolo

Em 19/05/2015

A prótese tipo protocolo Bränemark consiste na reabilitação total de pacientes que perderam seus dentes há muitos anos e que possuem sua parte óssea prejudicada. A técnica do médico ortopedista sueco, Per-Ingvar Bränemark, teve início nos anos 60, mas em 1969 ela foi otimizada para próteses fixas.

O tratamento de Bränemark é caracterizado em duas etapas, cirúrgica e protética, com intervalos de quatro a seis meses para mandíbula e maxila. Mas, atualmente com os avanços alcançados pela odontologia é possível realizar a implantação em 72 horas.

Primeiramente, são instalados quatro, cinco ou seis implantes, que ficam em repouso durante quatro meses e a partir daí servem como sustentação para uma prótese fixa. Sobre esses implantes os pilares são aparafusados e em cima deles, a prótese, que é feita a partir de uma barra metálica onde os dentes acrílicos são fixados.

Com o protocolo de Bränemark, os pacientes que têm vergonha de seu sorriso ou problemas com a alto-estima, por causa da perda de seus dentes, podem voltar a sorrir normalmente, já que a capacidade fonética, a mastigação, a deglutição melhoram, proporcionando uma melhor qualidade de vida.


Tratamento de Bränemark        
 

CONTINUE LENDO...

Tags: implantes dentários prótese fixa dentária tipo protocolo implantodontia cambuí campinas dentista cambuí campinas clínica de odontologia cambuí campinas clínica odontológica cambuí campinas 

Compartilhe:

O QUE É BOCA SECA OU XEROSTOMIA

Em 29/04/2015

O que é boca seca?

 

Como saber se tenho boca seca?

Todos temos a boca seca de vez em quando. Mas, quando esta sensação persiste, você pode estar com um problema na produção de saliva. Os sintomas de boca seca incluem:

  • Sensação de secura e pegajosidade em sua boca;
  • Dificuldade de deglutição;
  • Sensação de queimação em sua língua;
  • Sensação de secura em sua garganta;
  • Lábios rachados;
  • Paladar reduzido ou um gosto metálico em sua boca;
  • Feridas na boca;
  • Mau hálito freqüente;
  • Dificuldade de mastigar/falar.

Como tratar a boca seca?

A única maneira definitiva de curar a boca seca é tratando sua causa. Se o seu problema é resultado de medicação, seu médico poderá mudar sua prescrição ou dosagem. Se suas glândulas salivares não funcionam normalmente, mas ainda produzem alguma saliva, seu médico poderá lhe dar um medicamento que ajude as glândulas a funcionarem melhor.

Se a causa de sua boca estar seca não puder ser eliminada você poderá restaurar a umidade de sua boca de diversas maneiras. Seu dentista pode recomendar hidratantes bucais, como substitutos de saliva. Enxagües com soluções bucais especialmente formuladas para diminuir a secura também podem aliviar o problema. Você também pode:

  • Beber água ou bebidas sem açúcar com freqüência;
  • Evitar bebidas com cafeína, como café, chá ou alguns refrigerantes, que também podem causar a secura da boca;
  • Mascar gomas sem açúcar ou chupar balas duras sem açúcar para estimular o fluxo de saliva (se houver alguma glândula salivar funcionando);
  • Não utilizar tabaco ou álcool, que ressecam a boca;
  • Estar ciente de que alimentos condimentados ou salgados podem causar dor em uma boca seca;
  • Utilizar um hidratante bucal, durante a noite.

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista em campinas dentista campinas dentista cambuí campinas odontologia ortodontia campinas aparelho fixo dentário campinas implantes dentários em campinas estética dental DTM/ATM dor de cabeça 

Compartilhe:

Coroas dentárias em porcelana - Meta Free

Em 14/04/2015

 Coroas metalo-cerâmicas são utilizadas para a reconstrução total de um dente ou mais dentes. Quando houver uma destruição muito grande do elemento dental, mas a raiz esta intacta, podemos colocar coroas que imitam o dente tanto em função quanto em estética

Coroas são ‘capas’ totais para os dentes que possuem metal na parte interna, o que proporciona maior resistência e durabilidade, e cerâmica na parte externa, que da a coroa cor e formato igual aos dentes naturais. Coroas metalo-ceramicas são o melhor e mais comum tratamento para reparar destruição dental, e pode ser usado sobre implantes ou dentes naturais. Coroas metal-free são aquelas que não usam metal em sua composição, dando maior atenção a estética e translucidez, trazendo maior qualidade para dentes anteriores. Confira na pagina de Coroas E-max.



Quando o dente está totalmente destruído, ainda tem solução?

Sim, a raiz estando em boas condições basta confeccionar uma capa (coroa) sobre a parte remanescente, e a estética e mastigação são totalmente recuperadas.


As coroas metalo-cerâmicas ou metal-free ficam artificiais?

Não. Existem diferentes qualidades de cerâmica e de laboratórios protéticos. Os profissionais de ponta conseguem uma naturalidade imperceptível nas coroas atuais, principalmente se forem coroas metal free, que traduzem mais fielmente a translucidez dentária.


Para um sorriso perfeito, posso “encapar” todos os meus dentes com coroas?

Sim. Este tipo de procedimento é muito utilizado atualmente em busca de estética dental do sorriso perfeito. As coroas podem mudar posição, cor, formato, alinhamento e tamanho dos dentes, ou seja, o paciente pode mudar 100% seu sorriso. Com a correta indicação e possibilidade técnica, este tratamento se tornou muito comum e previsível.


Para colocar coroas devo desgastar meus dentes?

Sim. O desgaste dental é necessário para o encaixe correto das coroas. A porção dental que será desgastada será substituída por porcelana, oque além de mudar esteticamente, reforça a estrutura dental deixando-o mais resistente e bonito.
Abaixo, caso clínico realizado na clínica onde foram colocadas seis coros de porcelana metal-free (canino à canino).
www.odonthos.com.br
#ODONTHOSODONTOLOGIA






 

CONTINUE LENDO...

Tags: Prótese dentária implantes dentários cambuí campinas facetas porcelana inlay/onlay lentes de contato prótese sobre implantes odontologia campinas dentista em campinas dentistas em campinas dentista cambuí campinas-sp 

Compartilhe:

Próteses dentárias - Dúvidas

Em 18/03/2015

 O que são dentaduras (próteses)?

 

O que são Próteses?

Próteses são substitutos para os dentes ausentes que podem ser retiradas e recolocadas na boca. Embora leve algum tempo para que a pessoa consiga se habituar a utilizá-las e embora nunca sejam exatamente iguais aos dentes naturais, atualmente elas oferecem uma aparência mais natural e maior conforto quando comparadas a aquelas de alguns anos atrás. 

Existem dois tipos principais de próteses: totais (dentaduras) ou parciais. Seu dentista irá ajudá-lo a escolher o tipo de prótese mais apropriado, dependendo do número de dentes a serem substituídos e o custo do tratamento.

Como funcionam as próteses?

No caso de próteses totais, uma base acrílica da cor da mucosa bucal se apóia sobre sua gengiva. A base da prótese superior cobre todo o palato (céu da boca), enquanto que a prótese inferior é confeccionada na forma de uma ferradura, a fim de permitir espaço livre para acomodar sua língua. 

As próteses são feitas sob medida em um protético, a partir de moldes tirados de sua boca. Seu dentista irá determinar qual dos três tipos de próteses descritas abaixo é o melhor para você.
www.odonthos.com.br
#ODONTHOSODONTOLOGIA

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas dentistas campinas dentista cambuí campinas dentistas cambuí campinas clínica de odontologia campinas odontologia em campinas dentista em campinas dentistas em campinas ortodontia campinas implantes dentários 

Compartilhe:

IMPLANTES DENTÁRIOS OSSEOINTEGRADOS

Em 23/02/2015

 Como funcionam os implantes dentários?

Por serem integrados ao osso, os implantes oferecem um suporte estável para os dentes artificiais. Próteses parciais e totais montadas sobre implantes não escorregarão nem mudarão de posição na boca, um grande benefício durante a alimentação e fala.

Esta modalidade de prótese é chamada “prótese sobre implante” e confere ao paciente mais segurança em todas as funções bucais proporcionando uma situação mais natural do que pontes ou dentaduras convencionais.

Com a colocação de implantes não é necessário preparar ou desgastar um dente natural para apoiar os novos dentes substitutos no lugar como é feito em pontes fixas convencionais.

Para receber um implante, é preciso que você tenha gengiva saudável e ossos adequados para sustentá-la. Você também deve comprometer-se a manter estas estruturas saudáveis.

Uma higiene bucal meticulosa e visitas regulares ao dentista são essenciais para o sucesso a longo prazo de seus implantes. Implantes dentários são suportes ou estruturas de metal (normalmente de titânio) posicionadas cirurgicamente no osso maxilar abaixo da gengiva para substituir as raízes dentárias. Uma vez colocados, permitem ao dentista montar dentes substitutos sobre eles.

Para algumas pessoas, as próteses e dentaduras comuns são simplesmente desconfortáveis devido a pontos doloridos ou falta de adaptação. Além disso, as pontes comuns devem ser ligadas aos dentes em ambos os lados do espaço deixado pelo dente ausente.

Folheto: Implantes 

Folheto: ImplantesCuidados pós-operatório

  • Não fazer bochechos, pelo menos 12 horas após a cirurgia. Após as refeições escovar e lavar a boca sem bochechar, evitando passar escova no local operado.
  • Aplicar nas primeiras 24 horas bolsa de gelo na face, sobre o local operado, durante 10 minutos e com intervalo de 5 minutos para descanso, começando imediatamente após a cirurgia.
  • Alimentação líquida ou pastosa, de preferência fria ou gelada (leite, suco, sopa, mingau, sorvete, entre outros).
  • Não fazer exercícios físicos. Manter repouso absoluto. Não ficar debaixo do sole evitar bebidas quentes.
  • Deitar com a cabeça mais elevada que o corpo.
  • Caso saia um pouco de sangue, não se preocupe, pois em média 70% do volume é de saliva e somente 30% de sangue. Nesse momento é recomendável morder ou fazer compressão de gaze no local por 30 minutos e repetir em caso de necessidade.
  • Fazer uso da medicação prescrita pelo tempo solicitado.
  •  

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas e valinhos dentistas campinas e valinhos implantes dentários implantodontia cambuí campinas prótese dentária lentes de contato porcelana facetas porcelana jaqueta porcelana reabilitação oral enxerto ósseo 

Compartilhe:

Higiene bucal da gravidez a primeira infância

Em 20/01/2015

 Pré natal

Siga estes passos para garantir uma boca saudável.

  • Faça um "checkup" dental.
    Faça uma limpeza e avaliação de seus dentes. Tenha certeza de que todo tratamento seja feito. Os germes que causam as cáries podem passar para seu bebê depois de ele nascer.
  • Escove os dentes três vezes ao dia
    Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia. Use uma escova macia. Tenha certeza de colocar as cerdas da escova no local onde a gengiva e os dentes se encontram. É aí que a gengivite começa.
  • Passe o fio dental diariamente. 
    Passe o fio dental diariamente para limpar entre os dentes, onde a escova não alcança.
  • Limite o número de vezes que você ingere doces ou lanches a base de amido no dia. Doces ou lanches a base de amido podem fazer com que seus dentes sofram "ataques ácidos". Doces e refrigerantes podem causar cáries. Coma mais frutas e legumes.
  • Faça o Pré-natal. Siga os conselhos de seu médico. Isso é importante tanto para a sua saúde quanto para a de seu bebê.
  • Receba a quantidade adequada de cálcio. Você necessita de cálcio para a formação dos ossos e dos dentes de seu bebê. Leite, queijos, feijão e folhas são fontes de cálcio.
  • www.odonthos.com.br
  • #ODONTHOSODONTOLOGIA

CONTINUE LENDO...

Tags: Prevenção em odontologia dentista em campinas dentistas em campinas clínica odontológica cambuí campinas e valinhos-sp odontologia campinas e valinhos dentistas especializados ortodontia implantes dentários estética dental 

Compartilhe:

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE IMPLANTES DENTÁRIOS

Em 15/01/2015

 1. Qualquer um pode ter implante? 

Não. Crianças menores de 16 anos, pessoas que fumam em excesso, portadores de doenças crônicas (ex: diabetes, hipertensão e cardiopatias graves )e que não estão sob tratamento e acompanhamento médico/ medicamentoso, assim como aqueles que estão em tratamento contra o câncer, hepatite ou osteoporose, não são indicados para fazer implante dentário. 
Os pacientes crônicos devem estar “compensados” para que possam proceder com a intervenção, com segurança.

2. O que acontece se eu continuar sem a prótese? 
Os dentes que estão ao lado do espaço vazio começarão a se inclinar para ocupar o lugar do que falta. Quem não tem dente nenhum percebe que a estrutura do queixo vai se aproximando do nariz. A falta de dentes também faz a pessoa comer alimentos mais cremosos e calóricos.

3. O que causa a perda do dente? 
Na maioria dos casos temos a cárie, principalmente em pessoas com menos de 35 anos e problemas na gengiva e no osso (periodontite) causados pela falta ou ineficácia da higienização bucal (além de causas genéticas) que podem levar à perda de dentes. Pacientes diabéticos (ou histórico familiar) ou cujos pais perderam seus dentes por amolecimento espontâneo, devem procurar a Implantotal para uma “avaliação de saúde bucal”. 

4. O que fazer antes da cirurgia? 
A implantotal preconiza um protocolo de procedimentos, pré e pós cirúrgicos, que contemplam: Exames complementares (Rx Panorâmico, tomografia e exames de sangue), medicamentos (anti-inflamatórios, analgésicos e antibióticos) e orientações sobre aplicação de gelo, repouso e alimentação adequada.

5. Vou sentir dor na operação? 
Não. Todos os procedimentos acontecem sob anestesia e, mesmo assim, com muita técnica e com o mínimo de agressão aos tecidos. O paciente estará liberado para trabalhar em 24 horas, na maioria dos casos.

6. Se perder um dente, devo colocá-lo depois de quanto tempo? 
Procure a Implantotal o mais rápido possível. Durante a consulta, pode-se perceber que o paciente não tem estrutura óssea suficiente para a realização do implante, o que é comum em quem perdeu os dentes há muito tempo. Nesses casos, a solução é um enxerto de osso para preencher o que falta, procedimento mais comum do se imagina.
 
7. Quanto custa fazer um implante? 
Cada paciente é um caso clínico diferente. Para que se possa saber, exatamente, em que consiste seu tratamento e por consequência quanto vai custar, é fundamental que seja feita uma criteriosa avaliação clínica e/ou radiográfica.

8. Como me protejo de ir parar numa clínica sem qualidade? 
Se possível procure conversar com alguém que você conheça e que  já se tratou por lá. Procure saber se a clínica é devidamente registrada no C.R.O (Conselho Regional de Odontologia) do seu Estado, se possui um site que informe o nome e registro dos seus dentistas, e se possui alvará de funcionamento (informações que também devem estar expostas na recepção da clínica ou consultório). 

Durante a consulta, avalie a limpeza geral da clínica e dos profissionais que o atenderão, assim como se os materiais são devidamente esterilizados antes de irem à sua boca, mesmo quando no ato da avaliação clínica. Exija que o(a) profissional que lhe atenda esteja fazendo uso de luvas de procedimento. Todo cuidado com a saúde é pouco!
1. Qualquer um pode ter implante? 

Não. Crianças menores de 16 anos, pessoas que fumam em excesso, portadores de doenças crônicas (ex: diabetes, hipertensão e cardiopatias graves )e que não estão sob tratamento e acompanhamento médico/ medicamentoso, assim como aqueles que estão em tratamento contra o câncer, hepatite ou osteoporose, não são indicados para fazer implante dentário. 
Os pacientes crônicos devem estar “compensados” para que possam proceder com a intervenção, com segurança.

2. O que acontece se eu continuar sem a prótese? 
Os dentes que estão ao lado do espaço vazio começarão a se inclinar para ocupar o lugar do que falta. Quem não tem dente nenhum percebe que a estrutura do queixo vai se aproximando do nariz. A falta de dentes também faz a pessoa comer alimentos mais cremosos e calóricos.

3. O que causa a perda do dente? 
Na maioria dos casos temos a cárie, principalmente em pessoas com menos de 35 anos e problemas na gengiva e no osso (periodontite) causados pela falta ou ineficácia da higienização bucal (além de causas genéticas) que podem levar à perda de dentes. Pacientes diabéticos (ou histórico familiar) ou cujos pais perderam seus dentes por amolecimento espontâneo, devem procurar a Implantotal para uma “avaliação de saúde bucal”. 

4. O que fazer antes da cirurgia? 
A implantotal preconiza um protocolo de procedimentos, pré e pós cirúrgicos, que contemplam: Exames complementares (Rx Panorâmico, tomografia e exames de sangue), medicamentos (anti-inflamatórios, analgésicos e antibióticos) e orientações sobre aplicação de gelo, repouso e alimentação adequada.

5. Vou sentir dor na operação? 
Não. Todos os procedimentos acontecem sob anestesia e, mesmo assim, com muita técnica e com o mínimo de agressão aos tecidos. O paciente estará liberado para trabalhar em 24 horas, na maioria dos casos.

6. Se perder um dente, devo colocá-lo depois de quanto tempo? 
Procure a Implantotal o mais rápido possível. Durante a consulta, pode-se perceber que o paciente não tem estrutura óssea suficiente para a realização do implante, o que é comum em quem perdeu os dentes há muito tempo. Nesses casos, a solução é um enxerto de osso para preencher o que falta, procedimento mais comum do se imagina.
 
7. Quanto custa fazer um implante? 
Cada paciente é um caso clínico diferente. Para que se possa saber, exatamente, em que consiste seu tratamento e por consequência quanto vai custar, é fundamental que seja feita uma criteriosa avaliação clínica e/ou radiográfica.

8. Como me protejo de ir parar numa clínica sem qualidade? 
Se possível procure conversar com alguém que você conheça e que  já se tratou por lá. Procure saber se a clínica é devidamente registrada no C.R.O (Conselho Regional de Odontologia) do seu Estado, se possui um site que informe o nome e registro dos seus dentistas, e se possui alvará de funcionamento (informações que também devem estar expostas na recepção da clínica ou consultório). 

Durante a consulta, avalie a limpeza geral da clínica e dos profissionais que o atenderão, assim como se os materiais são devidamente esterilizados antes de irem à sua boca, mesmo quando no ato da avaliação clínica. Exija que o(a) profissional que lhe atenda esteja fazendo uso de luvas de procedimento. Todo cuidado com a saúde é pouco!
1. Qualquer um pode ter implante? 

Não. Crianças menores de 16 anos, pessoas que fumam em excesso, portadores de doenças crônicas (ex: diabetes, hipertensão e cardiopatias graves )e que não estão sob tratamento e acompanhamento médico/ medicamentoso, assim como aqueles que estão em tratamento contra o câncer, hepatite ou osteoporose, não são indicados para fazer implante dentário. 
Os pacientes crônicos devem estar “compensados” para que possam proceder com a intervenção, com segurança.

2. O que acontece se eu continuar sem a prótese? 
Os dentes que estão ao lado do espaço vazio começarão a se inclinar para ocupar o lugar do que falta. Quem não tem dente nenhum percebe que a estrutura do queixo vai se aproximando do nariz. A falta de dentes também faz a pessoa comer alimentos mais cremosos e calóricos.

3. O que causa a perda do dente? 
Na maioria dos casos temos a cárie, principalmente em pessoas com menos de 35 anos e problemas na gengiva e no osso (periodontite) causados pela falta ou ineficácia da higienização bucal (além de causas genéticas) que podem levar à perda de dentes. Pacientes diabéticos (ou histórico familiar) ou cujos pais perderam seus dentes por amolecimento espontâneo, devem procurar a Implantotal para uma “avaliação de saúde bucal”. 

4. O que fazer antes da cirurgia? 
A implantotal preconiza um protocolo de procedimentos, pré e pós cirúrgicos, que contemplam: Exames complementares (Rx Panorâmico, tomografia e exames de sangue), medicamentos (anti-inflamatórios, analgésicos e antibióticos) e orientações sobre aplicação de gelo, repouso e alimentação adequada.

5. Vou sentir dor na operação? 
Não. Todos os procedimentos acontecem sob anestesia e, mesmo assim, com muita técnica e com o mínimo de agressão aos tecidos. O paciente estará liberado para trabalhar em 24 horas, na maioria dos casos.

6. Se perder um dente, devo colocá-lo depois de quanto tempo? 
Procure a Implantotal o mais rápido possível. Durante a consulta, pode-se perceber que o paciente não tem estrutura óssea suficiente para a realização do implante, o que é comum em quem perdeu os dentes há muito tempo. Nesses casos, a solução é um enxerto de osso para preencher o que falta, procedimento mais comum do se imagina.
 
7. Quanto custa fazer um implante? 
Cada paciente é um caso clínico diferente. Para que se possa saber, exatamente, em que consiste seu tratamento e por consequência quanto vai custar, é fundamental que seja feita uma criteriosa avaliação clínica e/ou radiográfica.

8. Como me protejo de ir parar numa clínica sem qualidade? 
Se possível procure conversar com alguém que você conheça e que  já se tratou por lá. Procure saber se a clínica é devidamente registrada no C.R.O (Conselho Regional de Odontologia) do seu Estado, se possui um site que informe o nome e registro dos seus dentistas, e se possui alvará de funcionamento (informações que também devem estar expostas na recepção da clínica ou consultório). 

Durante a consulta, avalie a limpeza geral da clínica e dos profissionais que o atenderão, assim como se os materiais são devidamente esterilizados antes de irem à sua boca, mesmo quando no ato da avaliação clínica. Exija que o(a) profissional que lhe atenda esteja fazendo uso de luvas de procedimento. Todo cuidado com a saúde é pouco!
www.odonthos.com.br
#ODONTHOSODONTOLOGIA

CONTINUE LENDO...

Tags: Impalntes dentários em campinas clínica de odontologia cambuí campinas prótese dentária clínica odontológica em campinas dentista em campinas e valinhos-SP dentistas em campinas e valinhos implantodontista cambuí campinas 

Compartilhe:

Mitos e Verdades sobre implantes dentários

Em 20/11/2014

 

O que é implante dentário?

Implante dentário é um cilindro (pino) de titânio colocado dentro do osso, abaixo da gengiva e que tem a função de fazer o mesmo papel da raiz do dente. Em cima do implante é que o cirurgião dentista coloca o dente.

Todas as pessoas podem fazer implantes dentários?

Em saúde as palavras todas, nenhuma, sempre e nunca não devem ser usadas. Algumas vezes o paciente não pode fazer o implante naquele momento ou não pode fazer por uma determinada condição, mas isso não impede que ele venha a poder fazer. O importante em relação ao paciente é que ele tenha um bom estado geral de saúde.

 

Quais são os fatores que contra indicam um implante dentário?

Os principais motivos de contra indicação é a colocação de implantes dentários em crianças antes da fase final de crescimento e pessoas que tenha uma expectativa acima do normal com resultados e estética. Pessoas com problemas cardíacos de alto risco, como próteses valvulares aórticas ou mitrais, cardiopatias congênitas ou com antecedentes de endocardite infecciosa. Os outros fatores de uma maneira geral, contra indicam temporariamente ou diminuem a margem de sucesso.

Os implantes rejeitam?

Não, não existe rejeição dos implantes pelo organismo. Os implantes são feito de titânio e esse material é inerte ao osso. Isso quer dizer que o organismo não percebe que algo foi colocado no osso e por isso tenta fechar o furo feito pela broca para a colocação do implante. Quando o osso preenche esse orifício, ele trava o implante e isso é o que chamamos de osseointegração. Podem ocorrer problemas devido a problemas na cirurgia, no pós-operatório, pela qualidade do osso, mas não por rejeição.

CONTINUE LENDO...

Tags: Implantes dentários em campinas dentista em campinas odontologia cambuí campinas clínica odontológica em campinas reabilitação oral prótese dentária prótese sobre implante Valinhos-SP 

Compartilhe:

DIABETES X PROBLEMAS DE SAÚDE BUCAL

Em 11/11/2014

Existe uma ligação entre as doenças gengivais e diabetes?

Dos 21 milhões de americanos que têm diabetes, muitos podem ficar surpresos com uma inesperada complicação associada com esta condição. 1, 2 Pesquisas sugerem que há uma prevalência aumentada de doenças gengivais (gengivite e periodontite) dentre aqueles com diabetes, somando as doenças gengivais a uma lista de outras complicações associadas com diabetes, tais como doenças cardíacas, acidentes vasculares encefálicos isquêmicos (derrame cerebral) e doenças renais.3

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista em campinas dentistas cambuí campinas clínica odontológica em campinas odontologia campinas cirurgião dentista implantes dentários prótese dentária estética dental clareamento dental Valinhos-SP 

Compartilhe:

Prótese Fixa Sobre Implante

Em 23/10/2014

 Indicada para perda de “dois ou mais elementos dentários". Primeiramente acontece a implantação de dois ou mais “parafusos” de titânio, que servirão de pilares para futura prótese. Depois de 3 a 4 meses de cicatrização, iniciar-se-á  o processo de abertura dos implantes para a moldagem e confecção das próteses fixadas nos parafusos de titânio, e soldadas umas nas outras resultando em “resistência e estabilidade” da peça.

CONTINUE LENDO...

Tags: Odontologia Campinas-SP Ortodontista em Campinas dentista Campinas dentistas em Campinas clinica odontológica Campinas e Valinhos-SP Implantes dentários prótese dentária jaquetas de porcelana 

Compartilhe:

IMPLANTES DENTÁRIOS OSSEOINTEGRADOS

Em 20/10/2014

O Implante dentário é um parafuso de titânio com dimensões variadas, e que são cirurgicamente instalados nos ossos da:  Maxila (parte superior) e da Mandíbula (parte inferior da boca). O parafuso do implante é feito em titânio, por ser um material que o organismo humano aceita muito bem, com riscos mínimos de rejeição.

Observação: Quando perdemos um ou mais dentes, devemos IMEDIATAMENTE procurar por uma clínica dentária especializada para proceder a instalação do(s) implante(s), pois a região do osso onde houve a perda do dente inicia um processo de “reabsorção” da massa óssea, tornando a região cada vez mais fina e curta. Se o paciente demorar muito para procurar ajuda poderá ter que investir mais no seu tratamento, por necessidade de enxerto ósseo.

CONTINUE LENDO...

Tags: Clínica de implantodontia em Campinas;Implantes dentários cirurgião dentista Cambuí Campinas odontologia campinas;dentista em Campinas-SP odontologia em Valinhos-SP  

Compartilhe:

IMPLANTES DENTÁRIOS OSSEOINTEGRADOS

Em 23/09/2014

 A reabilitação oral é a área da odontologia onde se restabelece a uma nova função mastigatória ao paciente que por algum motivo teve perda de um ou vários elementos dentários. Essa ou essas perdas podem acarretar diversos problemas ao paciente, pois haverá inclinação dos outros dentes, trazendo desarmonia da oclusão(encaixe dos dentes), problemas periodontais(gengiva e ligamentos). Além da movimentação dos dentes de forma inadequada pode também desenvolver problemas na Articulação Temporomandibular(ATM) e dor Orofacial (dores de cabeça), estética, dentre outros.

Neste caso, podemos devolver uma harmonia perdida pelo paciente usando vários artifícios que a prótese dentária ou implante dentário permitem, seja ela prótese dentária fixa(popularmente conhecida como ponte fixa); Prótese dentária removível(ponte móvel); Prótese dentária total(dentadura); ou ainda através da prótese dentária sobre implante dentário. Há casos em que o paciente perde somente a coroa do dente(parte do dente que fica exposta na cavidade oral) e fica com a raiz. Neste caso temos a possibilidade de tratarmos o canal(às vezes não há essa possibilidade e se perde o dente) e colocarmos um pino intracanal e fazermos uma Coroa Protética(conhecida como jaqueta).

O implante dentário é um suporte ou estrutura metálica fixada cirurgicamente no osso maxilar abaixo da gengiva. Quando colocado, permite ao dentista montar dentes substitutos sobre eles e em função de estar integrado ao osso maxilar, o implante dentário oferece um suporte estável para os dentes artificiais (prótese dentária sobre implante). 

Hoje em dia com o advento da porcelana conseguimos na maioria das vezes “esconder” o metal do implante dentário, ou seja, quando o paciente sorri não aparece o metal prateado indesejável. Em outros casos fazemos a jaqueta livre de metal, chamada de metal free (tem que ter a indicação correta para esses casos).

CONTINUE LENDO...

Tags: Implante dentário Prótese sobre Implante cirurgião dentista em campinas odontologia Cambuí Campinas-SP dentista especialista em aparelhos fixo Valinhos-SP 

Compartilhe:

IMPLANTES DENTÁRIOS OSSEOINTEGRADOS

Em 08/09/2014

A reabilitação oral é a área da odontologia onde se restabelece a uma nova função mastigatória ao paciente que por algum motivo teve perda de um ou vários elementos dentários. Essa ou essas perdas podem acarretar diversos problemas ao paciente, pois haverá inclinação dos outros dentes, trazendo desarmonia da oclusão(encaixe dos dentes), problemas periodontais(gengiva e ligamentos). Além da movimentação dos dentes de forma inadequada pode também desenvolver problemas na Articulação Temporomandibular(ATM) e dor Orofacial (dores de cabeça), estética, dentre outros.

Neste caso, podemos devolver uma harmonia perdida pelo paciente usando vários artifícios que a prótese dentária ou implante dentário permitem, seja ela prótese dentária fixa(popularmente conhecida como ponte fixa); Prótese dentária removível(ponte móvel); Prótese dentária total(dentadura); ou ainda através da prótese dentária sobre implante dentário. Há casos em que o paciente perde somente a coroa do dente(parte do dente que fica exposta na cavidade oral) e fica com a raiz. Neste caso temos a possibilidade de tratarmos o canal(às vezes não há essa possibilidade e se perde o dente) e colocarmos um pino intracanal e fazermos uma Coroa Protética(conhecida como jaqueta).

O implante dentário é um suporte ou estrutura metálica fixada cirurgicamente no osso maxilar abaixo da gengiva. Quando colocado, permite ao dentista montar dentes substitutos sobre eles e em função de estar integrado ao osso maxilar, o implante dentário oferece um suporte estável para os dentes artificiais (prótese dentária sobre implante). 

Hoje em dia com o advento da porcelana conseguimos na maioria das vezes “esconder” o metal do implante dentário, ou seja, quando o paciente sorri não aparece o metal prateado indesejável. Em outros casos fazemos a jaqueta livre de metal, chamada de metal free (tem que ter a indicação correta para esses casos).
 

CONTINUE LENDO...

Tags: IMPALNTES DENTÁRIOS PRÓTESE DENTÁRIA DENTISTA ODONTOLOGIA CAMPINAS  CAMPINAS-SP 

Compartilhe:

Dados incorretos, refaça sua busca com uma palavra maior.