(19) 3044.8899

(19) 98124.8789

Clínica Odontológica em Campinas Odonthos | Dentistas em Campinas

BLOG ODONTHOS ODONTOLOGIA

A Clínica Odonthos oferece tratamentos Dentários e Faciais com equipamentos de última geração, com uma equipe de profissionais que proporcionam eficência e conforto.

 

"Resultado da busca por: implante dentário"


O QUE É CÁRIE?

Em 26/03/2015

O que é cárie?

 

“Cárie” é uma outra forma de denominar a deterioração do dente. A deterioração do dente é fortemente influenciada pelo estilo de vida do indivíduo – o que come, como cuida dos dentes, a presença de flúor na água ingerida e o flúor no creme dental de uso. A hereditariedade também tem um papel importante na predisposição de seus dentes para se deteriorarem.

Embora a cárie seja mais comun em crianças, adultos também estão sujeitos a ela. Os tipos de cárie são:

  • Cárie coronária –é o tipo mais comum. Ocorre tanto em criança como em adultos. A cárie coronária se localiza nas superfícies de mastigação ou entre os dentes.
  • Cárie radicular - à medida que envelhecemos, as gengivas se retraem, deixando partes da raiz do dente expostas. Como não existe esmalte cobrindo as raízes do dente, estas áreas expostas se deterioram facilmente.
  • Cárie recorrente - a deterioração pode ocorrer em volta das restaurações e coroas existentes. Isto porque estas áreas tendem a acumular placa, que acabam levando à deterioração.

Os adultos estão especialmente sujeitos a apresentar cárie quando sofrem de xerostomia (boca seca), uma doença causada pela falta de saliva. A xerostomia pode ser decorrente de alguma doença, de medicamentos, da radioterapia e da quimioterapia, e pode ser temporária (dias ou meses) ou permanente, dependendo de suas causas.

A cárie constitue um sério problema. Se não for tratada, uma cárie pode destruir seu dente e atingir a polpa (nervo), o que pode resultar em um abscesso, uma área de infecção na ponta da raiz. Uma vez formado o abcesso, ele só pode ser tratado através do tratamento do canal, de cirurgia ou da extração do dente.

Como eu sei se estou com cárie?

Apenas seu dentista pode dizer com certeza se você tem cárie. Isto porque a cárie se desenvolve embaixo da superfície do dente, onde você não pode vê-la. Quando você ingere alimentos que contenham carboidratos (açúcar e amido), estes carboidratos são digeridos pelas bactérias da placa, produzindo ácidos que corroem a estrutura do dente. Com o tempo, o esmalte do dente começa a fraturar por debaixo da superfície, enquanto a parte externa permanece intacta. Quando uma quantidade suficiente de esmalte sob a superfície já tiver sido destruída, a superfície se desmorona, expondo a cavidade de cárie.

É maior a probabilidade da cárie se desenvolver em fóssulas e fissuras nas superfícies de mastigação dos dentes posteriores, nos espaços entre os dentes e próximo à linha da gengiva. Mas, independentemente de onde ocorrem, a melhor maneira de identificá-la e tratá-la, antes que se torne séria, é visitando seu dentista regularmente para avaliações.

Como posso ajudar a evitar a cárie?

  • Escove os dentes pelo menos duas vezes ao dia, e use o fio dental diariamente, a fim de remover a placa bacteriana entre os dentes e sob a gengiva.
  • Faça avaliações regulares. O cuidado preventivo pode evitar que os problemas ocorram e que problemas menores se tornem sérios.
  • Adote uma dieta balanceada, com pouco açúcar e amido. Quando ingerir estes alimentos, procure comê-los durante a refeição, e não como um lanche, para minimizar o número de vezes que seus dentes são expostos ao ácido.
  • Utilize produtos de higiene dental que contenham flúor, incluindo o creme dental e o enxaguatório.
  • Certifique-se de que a água que suas crianças bebem contenha flúor. Se a água fornecida em sua localidade não contém flúor, seu dentista ou pediatra pode prescrever suplementos de flúor diários.
  •  
  • www.odonthos.com.br
  • #ODONTHOSODONTOLOGIA

 

 

CONTINUE LENDO...

Tags: DENTISTA CAMPINAS DENTISTAS CAMPINAS ORTODONTIA LINGUAL INVISÍVEL ORTODONTISTA DENTISTA CAMBUÍ CAMPINAS APARELHO FIXO DENTÁRIO AUTOLOGADO IMPLANTE DENTÁRIO PRÓTESE DENTÁRIA 

Compartilhe:

Seu eu beber água mineral, estarei obtendo flúor suficiente?

Em 10/03/2015

 Se eu beber água mineral, estarei obtendo flúor suficiente?

Se a água mineral for sua fonte principal de água de consumo, você poderá não estar obtendo flúor em quantidade suficiente. Enquanto o flúor é adicionado na água de abastecimento público em 60% dos municípios do Brasil para reduzir a cárie dental, a maioria das águas minerais disponíveis no mercado não contém níveis ideais de flúor.

Diversos fatores são importantes para saber se você está recebendo ou não flúor suficiente, entre eles:

  • O nível de flúor na sua água mineral, que pode variar muito entre as diferentes marcas. Se a quantidade de flúor não aparecer no rótulo, peça informações à empresa responsável.
  • A quantidade de água mineral que você bebe durante o dia.
  • Se você usa a água mineral para beber, cozinhar ou preparar sopas, sucos e outras bebidas.
  • Se você também bebe água fluoretada na escola, trabalho ou outros lugares.

Se você bebe principalmente água mineral, você deve conversar com seu dentista sobre a necessidade de tratamentos complementares com flúor -especialmente se tiver filhos. Seu dentista pode recomendar complementação de flúor se achar que seu filho não está recebendo níveis adequados de flúo
www.odonthos.com.br
#ODONTHOSODONTOLOGIA

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas dentistas campinas dentistas em campinas dentista em campinas dentista cambuí campinas dentistas cambuí campinas odontologia campinas odontologia em campinas ortodontista campinas implante dentário DTM/ATM campinas e valinhos-sp 

Compartilhe:

IMPLANTES DENTÁRIO - PROTOCOLO EM IMPLANTODONTIA

Em 29/10/2014

 A solução de Protocolo é considerada a mais evoluída que existe na reabilitação de desdentados, é fixada através de parafusos. Ou seja, o paciente não precisa removê-la para fazer a sua higiene bucal. A sua remoção acontecerá na clínica, a cada 6 meses para limpeza geral e profilaxia da peça.

Para isso utilizamos em média 6 implantes na arcada superior e 4 na inferior.
A curvatura das maxilas são simuladas por uma barra metálica, que será o agente de união entre a prótese e os implantes, promovendo



estética e principalmente resistência na prótese protocolo. 
Quando falamos de reabilitação da maxila (superior), a prótese protocolo é a ÚNICA que não necessita de “céu da boca”, gerando no paciente as sensações de liberdade, conforto e segurança.

CONTINUE LENDO...

Tags: Odontologia em campinas clínica odontológica cambuí campinas dentista campinas implante dentário prótese dentária odontologia estética ortodontista em campinas aparelhos autoligados aparelhos invisíveis lingual Valinhos-SP 

Compartilhe:

IMPLANTES DENTÁRIOS OSSEOINTEGRADOS

Em 23/09/2014

 A reabilitação oral é a área da odontologia onde se restabelece a uma nova função mastigatória ao paciente que por algum motivo teve perda de um ou vários elementos dentários. Essa ou essas perdas podem acarretar diversos problemas ao paciente, pois haverá inclinação dos outros dentes, trazendo desarmonia da oclusão(encaixe dos dentes), problemas periodontais(gengiva e ligamentos). Além da movimentação dos dentes de forma inadequada pode também desenvolver problemas na Articulação Temporomandibular(ATM) e dor Orofacial (dores de cabeça), estética, dentre outros.

Neste caso, podemos devolver uma harmonia perdida pelo paciente usando vários artifícios que a prótese dentária ou implante dentário permitem, seja ela prótese dentária fixa(popularmente conhecida como ponte fixa); Prótese dentária removível(ponte móvel); Prótese dentária total(dentadura); ou ainda através da prótese dentária sobre implante dentário. Há casos em que o paciente perde somente a coroa do dente(parte do dente que fica exposta na cavidade oral) e fica com a raiz. Neste caso temos a possibilidade de tratarmos o canal(às vezes não há essa possibilidade e se perde o dente) e colocarmos um pino intracanal e fazermos uma Coroa Protética(conhecida como jaqueta).

O implante dentário é um suporte ou estrutura metálica fixada cirurgicamente no osso maxilar abaixo da gengiva. Quando colocado, permite ao dentista montar dentes substitutos sobre eles e em função de estar integrado ao osso maxilar, o implante dentário oferece um suporte estável para os dentes artificiais (prótese dentária sobre implante). 

Hoje em dia com o advento da porcelana conseguimos na maioria das vezes “esconder” o metal do implante dentário, ou seja, quando o paciente sorri não aparece o metal prateado indesejável. Em outros casos fazemos a jaqueta livre de metal, chamada de metal free (tem que ter a indicação correta para esses casos).

CONTINUE LENDO...

Tags: Implante dentário Prótese sobre Implante cirurgião dentista em campinas odontologia Cambuí Campinas-SP dentista especialista em aparelhos fixo Valinhos-SP 

Compartilhe:

Cuidados com seu implante dentário

Em 08/09/2014

 Uma boa higiene oral é essencial para manter a saúde dos seus implantes. É muito importante que a placa bacteriana seja removida adequadamente para evitar complicações no seu implante. Isto significa que além das visitas frequentes de manutenção ao dentista, você precisa escovar os dentes adequadamente, passar o fio ou fita dental, e limpar o espaço entre seus dentes (chamados de espaços interdentais) com uma escova interdental. O uso do creme dental antibacteriano ajuda a reduzir a placa bacteriana e previne a inflamação.
Proteja o seu investimento de tempo e dinheiro nos seus implantes dentais para que eles possam durar muito tempo, mantenha uma boa higiene oral para evitar complicações que podem levar a perda do implante. 
Se a higiene oral for inadequada pode levar à perda dos implantes. Pois, as bactérias se multiplicarão na superfície do implante até níveis prejudiciais. Isto resultará na inflamação do tecido gengival, que é chamada de mucosite peri-implantar. Se não for tratada, poderá resultar em perda óssea ao redor do implante, levando à peri-implantite e depois à perda do implante.
Pode-se comparar a peri-implantite (inflamação ao redor do implante com perda óssea) à periodontite. As duas doenças são causadas por bactérias semelhantes. Por isso a periodontite não tratada pode aumentar o risco da perda do implante. A peri-implantite é a causa mais comum de perda do implante.

CONTINUE LENDO...

Tags: Implantes osseointegrados prótese dentária clínica de odontologia odontologia Campinas dentistas Campinas-SP clínica de odontologia em Valinhos-SP 

Compartilhe:

Dados incorretos, refaça sua busca com uma palavra maior.