(19) 3044.8899

(19) 98124.8789

Clínica Odontológica em Campinas Odonthos | Dentistas em Campinas

BLOG ODONTHOS ODONTOLOGIA

A Clínica Odonthos oferece tratamentos Dentários e Faciais com equipamentos de última geração, com uma equipe de profissionais que proporcionam eficência e conforto.

 

"Resultado da busca por: dentistas campinas"


Restaurações estéticas em odontologia(obturações)

Em 04/07/2016

 

Introdução

 

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista em campinas dentistas campinas odontologia campinas clínica odontológica campinas estética dental odontologia estética restaurações estéticas dentista cambuí campinas 

Compartilhe:

Escovação correta dos dentes

Em 04/07/2016

 Mesmo que você tenha escovado seus dentes e passado o fio dental por anos e anos, muitos se surpreendem ao saber que não estão fazendo isso de forma apropriada. Você sabia que uma escovação apropriada leva pelo menos dois minutos? A maioria dos adultos não chega nem perto de escovar os dentes por todo esse tempo.

Esses quatro passos são as formas mais fáceis e melhores de ajudá-lo a lembrar como cuidar de sua boca, de seus dentes e gengiva:

  1. Escove pelo menos três vezes ao dia com creme dental com flúor, por ao menos dois minutos, principalmente ao acordar e antes de dormir.

  2. Fio dental todos os dias – normalmente na hora de dormir.

  3. Reduza o consumo de lanches por dia.

  4. Vá ao dentista a cada seis meses para um exame bucal e uma limpeza profissional.
    www.odonthos.com.br
    19 3044-8899

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas dentistas campinas prevenção em odontologia escovação dentária fio dental cárie dental clínica de odontologia clínica odontológica campinas  

Compartilhe:

Prótese fixa dentária sobre implante

Em 31/05/2016

 Prótese dentária fixa sobre impante livre de metal(metal free), facetas em porcelana e lentes de contato em porcelana.Odontologia estética

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas dentistas campinas  prótese sobre impante prótese fixa dentária lentes de contato de porcelana facetas de porcelana dentária clínica odontologia cambuí campinas clínica odontológica campinas-sp 

Compartilhe:

Facetas de porcelana x lentes de contato de porcelana

Em 25/05/2016

 Diferença entre laminados dentários cerâmicos: facetas de porcelana x lentes de contato de porcelana?

Qual a diferença entre faceta em porcelana e lente de contato dental?

 

26.01.2017

 
 

Nos dias atuais é cada vez mais comum as pessoas procurarem tratamento estético para os seus dentes da frente. 

 

 

E a procura é pela faceta em porcelana ou lente de contato. 

 

Qual a diferença entre as duas?

 

É simples, a faceta precisa desgastar o dente e a lente o desgaste é muito pouco ou nada. 

 

Para que serve a lente?

 

A lente é para pequenas correções, como fechamento de espaços, aumento do comprimento, largura, arredondamento de ângulos. É tão fina que parece transparente, pois isso ganhou o nome de lente de contato dental. 

 

 

 

Para que serve a faceta dental?

 

 

 

 

Nos casos em que há comprometimento de cor, ou manchamentos, ou dente girado, ou desalinhado, há necessidade de desgaste do esmalte. 

Por exemplo, em um dente que escureceu pelo tratamento de canal, é preciso desgastar o esmalte para dar espessura para a porcelana esconder a cor escura. 

Nesse caso a lente de contato não funcionaria. 

Nos casos de dentes desalinhados é possível corrigir o desalinhamento, colando uma lâmina cerâmica sobre ele. 

E estética é inigualável. 

 

 

 

Como fica a estética do sorriso com a faceta ou lente?

 

 

Se o objetivo é a transformação do sorriso, o resultado total só é possível se trabalhar todos os dentes que aparecem quando você sorri. É impressionante a transformação. E nesse caso, um estudo bem detalhado com o Planejamento Digital do Sorriso, é fundamental. 

 

E a durabilidade como fica, já que são materiais com pouca espessura?

 

Vamos por uma analogia. Imagine como é fixado o laminado em porcelanato no piso, na contrução civil. A lâmina do porcelanato é bem fina se comparado com o contra-piso não é? Mas se o contra-piso estiver totalmente regular e sólido e a lâmina ficar totalmente apoiada sobre ele, não existe a chance de quebrar. A não ser que sofra algum impacto altamente forte. 

A lâmina de porcelana funciona assim também. Porém, é claro, que nas áreas incisais é necessário um cuidado com hábitos nocivos, como morder tampa de caneta, prego, parafuso, tampa de garrafa, milho de pipoca, etc. 

 

 

 

 

 

Outra questão bem importante é saber como podem ficar naturais e bonitas as facetas ou lentes de contato?

 

O planejamento aqui é fundamental. E para isso contamos com uma nova técnica para não errar na escolha do tamanho e forma dos novos dentes. CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas dentistas campinas dentistas em campinas dentista em campinas clínica de odontologia em campinas clínica odontológica em campinas prótese dentária facetas de porcelana lentes de contato de porcelana 

Compartilhe:

Aparelhos ortodônticos autoligados de porcelana

Em 21/05/2016

Tratamento ortodôntico com aparelhos autoligados de porcelana

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista em campinas-sp/dentistas campinas-sp/aparelhos ortodônticos autoligados/aparelho dentário invisível/ortodontia campinas-sp/clínica de odontologia cambuí campinas-sp 

Compartilhe:

Bruxismo Diurno

Em 01/05/2016

 Bruxismo do sono é um distúrbio do sono caracterizado pelo apertar e ranger dos dentes, de forma involuntária,  com aplicação de forças excessivas sobre a musculatura mastigatória. A palavra bruxismo do sono vem do grego brycheinm, que significa ranger dos dentes.

O bruxismo diurno é diferente do bruxismo noturno ou do sono. Assim, o bruxismo diurno é caracterizado por uma atividade semivoluntária da mandíbula, de apertar os dentes enquanto o indivíduo se encontra acordado, onde geralmente não ocorre o ranger de dentes, e está relacionado a um tique ou hábito. Já o bruxismo do sono é uma atividade inconsciente de ranger ou apertar os dentes, com produção de sons, enquanto o indivíduo encontra-se dormindo.

O bruxismo do sono é um problema que afeta sobretudo as crianças podendo também afetar os adultos.

O ranger provoca um desgaste nos dentes que pode afetar a integridade dos mesmos e comprometer a saúde bucal. O bruxismo do sono também "força" e cria tensões ao nível das articulações temporomandibulares (ATM) que pode causar desgastes e eventuais problemas.

As causas do bruxismo do sono são multifatoriais e ainda pouco conhecidas. A má oclusão dentária e tensão emocional podem estar relacionadas a este distúrbio. 
O ruído característico do ranger dos dentes, desgaste dentário, hipertrofia dos músculos mastigatórios e temporais, dores de cabeça, disfunção da articulação temporomandibular, má qualidade de sono e sonolência diurna estão entre as principais manifestações clínicas do bruxismo do sono.

O diagnóstico é feito pela observação de um desgaste dentário anormal, ruídos de ranger de dentes durante o sono e desconforto muscular mandibular.

A polissonografia registra os episódios de ranger dos dentes, permitindo identificar alterações do sono e microdespertares. As alterações predominam no estágio 2 do sono não REM e nas transições entre os estágios.

A polissonografia permite ainda o diagnóstico de outros distúrbios do sono, tais como ronco, apnéia do sono, movimentos periódicos dos membros, distúrbio comportamental do sono REM e outros.

O tratamento deve ser individualizado para cada paciente. Como o bruxismo do sono tem causas variadas, o tratamento também segue na mesma direção. O uso de placas orais moles (silicone) ou duras (acrílico) visa a proteção dos dentes prevenindo o desgaste dentário ou fraturas durante o sono. Geralmente se faz necessário abordagem psicoterápica, odontológica, farmacológica e suas combinações, de acordo com o perfil do paciente.

Aplicações locais de toxina botulínica nos músculos envolvidos têm sido utilizadas em casos de bruxismo do sono que não respondem ao tratamento convencional.

www.odonthos.com.br
19 3044-8899

CONTINUE LENDO...

Tags: dentista campinas-sp/dentistas campinas-sp/dentistas em campinas-sp/dentista em campinas-sp/odontologia em campinas-sp/odontologia cambuí campinas-sp/clínica odontológica em campinas/ 

Compartilhe:

Bruxismo na infância

Em 01/05/2016

 O problema é comum em crianças, segundo Paulo Breinis, neuropediatra do Hospital Israelita Albert Einstein, sendo que ele ocorre em 40% das crianças na segunda infância. “O bruxismo é quase sempre uma patologia infantil. É difícil ocorrer em adultos”, disse.

Se a criança sofrer de bruxismo, normalmente terá o problema nas épocas do nascimento e da troca dos dentes, pois ela começa a forçar para ajeitá-los, de acordo com Alexandre Bussab, cirurgião-dentista da Clínica Brasil Smiles. “A troca dos dentes acontece, primeiro, aos 5 ou 6 anos. Depois, aos 7 ou 8 anos. Dos 9 aos 10 anos, todos os dentes já nasceram”, afirmou.

Mas os pais não devem ficar tão preocupados com o bruxismo nessas idades, porque os dentes são de leite, então o esmalte que foi desgastado será trocado. No entanto, a criança pode usar um aparelho ortodôntico feito de resina para melhorar o problema. O dentista não recomenda o uso de placa nos pequenos, porque a dentição ainda não se formou: “Na transição de dentição, não dá para colocar placa porque ela é fixa. Já o aparelho acompanha o movimento dos dentes”.

A manutenção desse aparelho é periódica, sendo feita de 20 em 20 dias ou mensalmente.

 

Bruxismo é problema comum durante  a infância (Foto: Shutterstock)

Bruxismo é problema comum durante a infância (Foto: Shutterstock)

Apesar de o problema não ser sério, o bruxismo pode desencadear a disfunção de ATM (articulação temporomandibular), que ocorre quando essa articulação é deformada e desgastada pela força da mordida, segundo Alexandre.“Não tem cura. A única cura é a prevenção para estabilizar o quadro. Se isso não ocorrer, uma cirurgia pode ser feita”, contou o dentista.

A prevenção ao bruxismo, que desencadeia a disfunção de ATM, pode ser feita retirando mamadeiras e chupetas, pois elas podem modificar a posição dos dentes e, na ânsia de arrumá-la, a criança os aperta. “Outros fatores que podem desencadear o bruxismo são respiração bucal, desvio de septo, hereditariedade e alimentos que exigem muito da mastigação, como balas e chicletes, que modificam a posição dos dentes”, informou o dentista.

Segundo o neuropediatra, ninguém sabe qual o processo fisiológico responsável pelo bruxismo, mas o dentista declarou que sobrecarregar a criança com tarefas pode causar o apertar de dentes, pois o pequeno ficado estressado.

O estresse atinge pessoas de todas as idades, mas o neuropediatra acredita que o bruxismo ocorre mais em crianças porque a patologia faz parte dos distúrbios do sono, comum na infância. “Assim como uma pessoa faz xixi na cama e é sonâmbula quando pequena, ela tem bruxismo e depois para”.
www.odonthos.com.br
19 3044-8899

CONTINUE LENDO...

Tags: DTM/ATM e dor orofacial/cefaléia/dor de cabeça/tratamento dor de cabeça/dentista campinas/dentistas campinas/dentista em campinas/dentistas em campinas-sp 

Compartilhe:

DORES NEUROPÁTICAS

Em 21/02/2016

 

Dor neuropática

 
 

A dor neuropática é um tipo de sensação dolorosa que ocorre em uma ou mais partes do corpo e é associada a doenças que afetam o Sistema Nervoso Central, ou seja, os nervos periféricos, a medula espinhal ou o cérebro. 

Essa dor pode ser conseqüência, também, de algumas doenças degenerativas que levam à compressão ou a lesões das raízes dos nervos ao nível da coluna.

Características da dor neuropática 

A dor neuropática se manifesta de várias formas, como sensação de queimação, peso, agulhadas, ferroadas, choques. Pode ser acompanhada ou não de “formigamento” ou “adormecimento” (sensações chamadas de parestesias) de uma determinada parte do corpo. 

Como no sistema nervoso existem fibras “finas” e fibras “grossas”, as características das dores podem identificar qual o tipo de fibra que está acometida. Nas lesões de fibras finas geralmente predominam as dores em queimação, aperto e peso. Nas lesões de fibras grossas são mais comuns as dores em pontadas, agulhadas e choques. Existe, ainda, situações em que existem ambos os tipos de dores, isto é, dores de fibras finas e grossas ao mesmo tempo, sendo chamadas de dores mistas. 

Quando somente um trajeto nervoso está comprometido pela doença, por isso chamado de mononeuropatia, a dor é bem localizada, podendo afetar um lado do corpo ou da região (por exemplo, um lado da perna, do tórax, da face, etc.). Às vezes, mais de um nervo pode estar envolvido no processo, causando dores em mais de um segmento do corpo (mononeuropatia múltipla). 

Quando vários nervos estão alterados ou danificados, ou seja, nas polineuropatias, a dor aparece de forma difusa, generalizada, podendo provocar dor no tronco, nos braços e pernas ao mesmo tempo. 

A dor pode ser contínua (estar presente durante todo o tempo) ou intermitente (em crises, surgindo em horários intercalados). A intensidade da dor varia de fraca a intolerável, dependendo do estágio da doença e do grau de comprometimento dos nervos.

Fatores desencadeantes

Doenças infecciosas – causadas por bactérias ou vírus que podem afetar os nervos pela liberação de toxinas ou pela degeneração provocada pela presença do microorganismo. Podem determinar dores agudas ou dores que persistem após a resolução do processo infeccioso, como, por exemplo, a neuralgia pós-herpética causada pelo vírus Herpes varicela zoster, vulgarmente conhecido como “cobreiro”. 

Traumas – em trajetos nervosos por acidentes, fraturas ou cirurgias que levam a dores agudas de grande intensidade no período de convalescença ou no pós-operatório, as quais podem se tornar crônicas, caso não sejam tratadas adequadamente. 

Diabetes mellitus – na fase degenerativa, pode lesar a capa que reveste os nervos (chamada de “bainha de mielina”), provocando a neuropatia diabética. 

Acidentes – que afetem a coluna, determinando lesões da medula, podendo causar dor intensa e persistente. 

Alcoolismo, deficiência nutritiva e de certas vitaminas – afetam a função nervosa de forma significativa desencadeando um quadro de dor.

Tratamento

O tratamento da dor neuropática varia de acordo com a doença e o estágio em que ela se encontra. O objetivo é tratar especificamente do nervo, ou a doença que está lesando o nervo indiretamente e/ou a dor oriunda dessas lesões ou visar somente o alívio da dor. Os medicamentos comumente usados são: 

Anticonvulsivantes – substâncias usadas para tratar epilepsia (gabapentina, carbamazepina, lamotrigina) que atuam diminuindo a atividade elétrica dos nervos ou inibindo a passagem das dores por determinadas vias nervosas. 

Anestésicos – como a cetamina e ropivacaína, que também diminuem a atividade elétrica dos nervos. 

Antidepressivos – como a amitriptilina e imipramina, que estimulam certas partes do sistema nervoso que vão inibir a passagem das dores, além de atuar na depressão que geralmente acompanha a neuropatia ou qualquer dor na fase crônica. 

Os anticonvulsivantes e os antidepressivos são administrados por via oral e os anestésicos, pelas vias oral, intravenosa e peridural (na medula espinhal). No caso das medicações usadas pela via oral, os resultados de melhora começam a ser sentidos após duas ou três semanas de tratamento e depois de reajustes progressivos nas dosagens. Esses medicamentos costumam, no início, provocar sonolência, tonturas, sensação de cabeça vazia e boca seca, as quais cedem dentro de cinco a sete dias.
Quando se faz uso de medicamento por via intravenosa (infusão pela veia), há necessidade de hospitalização por uns dias, para se controlar melhor as reações. Durante o tratamento, podem ocorrer efeitos colaterais, geralmente mais acentuados no início, que tendem a amenizar com a continuidade da terapia. A persistência com o tratamento é muito importante para se obter bons resultados. 

Cirurgia: Para alguns tipos específicos de dores neuropáticas o médico pode indicar algum tipo de tratamento cirúrgico sobre o nervo ou na medula espinhal ou até em nível cerebral (exemplos: implantes de eletrodos, estimuladores que funcionam como marca-passos do coração). 

O tratamento objetiva a cura da doença e, quando não for possível, o alívio do sofrimento do paciente. Vale lembrar que o controle adequado da dor favorece o paciente em vários aspectos: melhora as atividades diárias, proporciona sono tranqüilo e reparador, aumenta a capacidade para o trabalho, estimula o apetite sexual e de lazer e melhora a auto-estima. Enfim, melhora a qualidade de vida.

Orientações gerais

• É aconselhável buscar orientação médica; 

• Quando mais informações você tiver em relação ao seu problema, mais chances de um bom resultado você terá; 

• Tome as medicações nos horários recomendados, sem alterar as dosagens; 

• Pode ser que o tratamento seja de longa duração, porém, não desanime, procure seguir rigorosamente as orientações da equipe (médico, enfermeiro, etc). 

Lembre-se: O sucesso do tratamento depende muito de você.

 

Exemplos de doenças ou lesões que provocam dores neuropáticas: 

• Neuralgia do trigêmio. 

• Neuralgia do glossofaríngeo (nervo da língua e garganta). 

• Neuralgia facial atípica. 

• Neuralgia traumática (após acidentes). 

• Neuralgia incisional (de cicatrizes). 

• Radiculalgia pós-laminectomia (por cicatriz após cirurgia de hérnia de disco). 

• Neurite ou polineurite diabética. 

• Plexalgia ou plexite após radioterapia. 

• Tumores comprimindo nervos. 

• Síndrome talâmica (após derrames cerebrais em áreas específicas). 

• Disestesia do paraplégico (após lesões completas ou incompletas da medula espinhal).

 

www.odonthos.com.br
19 3044-8899

CONTINUE LENDO...

Tags: Dor de cabeça/cefaléias/DTM/ATM/TRATAMENTO DOR DE CABEÇA/CLÍNICA CAMPINAS SP/ODONTOLOGIA CAMPINAS/DENTISTA CAMPINAS/DENTISTAS CAMPINAS/ 

Compartilhe:

laserterapia em odontologia

Em 14/01/2016

 LASERTERAPIA EM ODONTOLOGIA ODONTHOS CAMPINAS

O laser é uma fonte de luz com vários comprimentos de onda que lhe conferem propriedades terapêuticas, portanto, possuem ação anti-inflamatória, analgésica e bioestimulante. Atualmente devemos considerar o laser um auxiliar terapêutico indispensável ao consultório odontológico. De um modo geral, o laser terapêutico tem uma série de indicações e pode ser usado isoladamente ou como coadjuvante de outros tratamentos, sempre que se necessite de um efeito local ou ainda quando se necessite de um efeito terapêutico geral.

Algumas aplicações e indicações do laser terapêutico na odontologia:

Alívio da dor: promove o alívio de dores de diversas etiologias, dores de origem pulpar, dores nevrálgicas, dores em tecido mole, mialgias, dores de pré e pós-operatório, entre outras aplicações.

Reparação tecidual: promove uma reparação tecidual mais rápida em caso de lesões traumáticas.

Redução de edema ou inchaço: indicado na aplicação do pós-operatório de procedimentos periodontais (inflamações gengivais e dos tecidos de sustentação dos dentes), bem como de outras cirurgias orais menores.

Alívio da hipersensibilidade dentária.

Paralisia facial.

Herpes labial.

Aftas.

Alveolite: infecção ou inflamação do alvéolo pós-extração dentária.

Exodontia: pós-extração dentária.

Nevralgia do trigêmeo.

Periodontite.

Dores na articulação temporo-mandibular.

A tendência da odontologia é a incorporação de métodos menos invasivos com a finalidade de minimizar a dor e o desconforto durante e após as intervenções odontológicas. Por isso, acredita-se que a Laserterapia seja uma excelente opção de tratamento, já que apresenta efeitos antiinflamatórios e analgésicos, além de estimular o crescimento e a regeneração celular.

Abaixo, foto do aparelho DMC PHOTON LASE III usado na odonthos odontologia campinas-sp
 
www.odonthos.com.br
19 3044-8899


CONTINUE LENDO...

Tags: LASER EM ODONTOLOGIA/LASERTERAPIA/CLAREAMENTO À LASER/DENTISTA CAMPINAS/DENTISTAS CAMPINAS/ODONTHOS CLÍNICA DE ODONTOLOGIA EM CAMPINAS/SP 

Compartilhe:

Estética Dental - Clareamento e facetas de porcelana

Em 17/04/2015

Que fatores influem na cor dos meus dentes?

Algumas pessoas nascem com dentes mais amarelados que outras. Outras têm dentes que se tornam amarelados com o tempo. A cor natural de seus dentes também pode ser afetada por diversos fatores.

Manchas na superfície (chamadas pelos dentistas de manchas extrínsecas) e descoloração podem ser causadas por:

  • Tabaco (tanto fumado como mastigado);

  • Ingestão de café, chá, ou vinho tinto;

  • Ingestão de alimentos altamente pigmentados como cerejas e amoras;

  • Acúmulo de depósitos de tártaro, resultantes da placa que endureceu.


Manchas internas (chamadas pelos dentistas de manchas intrínsecas):

  • Tratamento com o antibiótico tetraciclina durante o período de formação dos dentes;

  • Aparência amarelada ou acinzentada dos dentes, como parte do processo de envelhecimento;

  • Trauma nos dentes que podem resultar na morte do nervo do dente, conferindo-lhe a cor marrom, cinza ou preta;

  • Ingestão demasiada de flúor durante a formação dos dentes (desde o nascimento até os 16 anos), o que dá ao dente uma aparência manchada.
    www.odonthos.com.br
    #ODONTHOSODONTOLOGIA

 

 

CONTINUE LENDO...

Tags: dentista campinas dentistas campinas dentistas em campinas dentista em campinas clínica odontológica prótese dentária implantes facetas dentárias de porcelana lentes de contato jaqueta dentária estética dental clareamento dental 

Compartilhe:

Aplicação de flúor em adultos

Em 07/04/2015

 Adultos podem se beneficiar com o flúor?

Pesquisas recentes mostram que todos podem se beneficiar com o uso de flúor. Especialistas costumavam achar que o flúor funcionava principalmente por fortalecer os dentes enquanto esses estavam ainda em desenvolvimento. Isso significava que as crianças eram o foco dos esforços de fluoretação. Hoje, estudos mostram que o flúor tópico - aquele presente em cremes dentais, enxaguatórios bucais e tratamentos com flúor - ajuda a prevenir o aparecimento de cáries em pessoas de todas as idades.

Como posso saber se preciso de tratamento especial com flúor?
Se a água que você bebe é fluoretada, então a escovação regular com creme dental com flúor é considerada suficiente para a maioria dos adultos com dentes saudáveis. 60% dos municípios do Brasil adicionam flúor na água de abastecimento para ajudar a reduzir a cárie dental. Você pode descobrir se a água da sua cidade é fluoretada ligando para a companhia de abastecimento ou mandando analisar a água, caso ela seja proveniente de uma fonte particular. 

Pessoas que bebem água mineral, e aquelas com as seguintes condições, devem conversar com o dentista sobre tratamentos especiais com flúor:

  • Se você estiver tomando medicamentos que provoquem boca seca ou tem uma doença que cause boca seca. Sem saliva para neutralizar os ácidos na sua boca e remover partículas de alimentos, você fica mais suscetível à cárie dental.
  • Se suas gengivas retraíram ou se descolaram dos dentes. Isso cria mais espaço para as bactérias se alojarem e facilita o surgimento da cárie dental.
  • Se você usa aparelho ortodôntico. Os aparelhos ortodônticos aprisionam grande quantidade de bactérias que podem levar à cárie.
  • Se você fez radioterapia na cabeça ou pescoço. A radiação prejudica as glândulas salivares, causando boca seca.

Quais são os diferentes tipos de tratamento com flúor? 
Você pode se submeter a tratamento com flúor no consultório do dentista. No tratamento feito no consultório, o dentista seca sua boca e aplica uma solução, espuma ou verniz. Alguns dentistas colocam um gel ou espuma dentro de uma moldeira que você utiliza por alguns minutos. Pede-se que você não coma nem beba nada e evite fumar por 30 minutos após a aplicação. 

Independentemente do risco, todos adultos devem usar creme dental com flúor, que teve sua eficácia comprovada na prevenção da cárie dental.
www.odonthos.com.br
#ODONTHOSODONTOLOGIA

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas dentista em campinas dentista cambuí campinas-sp odontologia campinas odontologia em campinas odontologia cambuí campinas-sp dentistas campinas dentistas em campinas dentistas cambuí campinas-sp  

Compartilhe:

Tabela sobre o cuidado e segurança dos dentes das crianças

Em 31/03/2015

Segurança e seus dentes:

Danos aos dentes podem, muitas vezes, ser prevenidos, especialmente se você sabe os cuidados que deve ter. Esta tabela pode ajudá-lo nisso. Assinale as áreas específicas que você sabe que são perigosas. 

Causa Prevenção Áreas de Perigos Potenciais no Local
Puxar/empurrar
  • Estimule crianças a ter consideração um pelos outros e, de maneira gentil, lembre-os de esperar a vez quando apropriado.
 
Cair da escada
  • Não apresse as crianças.
  • Lembre as crianças de usarem o corrimão.
 
Cair da bicicleta ou de um brinquedo em parquinhos
  • Reveja a regras de segurança.
  • Ensine a usá-lo(a) de maneira segura.
  • Certifique-se de que são apropriados para a idade e de que estão em bom estado.
 
Correr com objetos na boca
  • Façam, juntos, uma lista das únicas coisas que devem ser colocadas na boca e a ilustrem. Pendure na altura dos olhos das crianças.
 
Cair/tropeçar
  • Lembre às crianças que elas devem andar e não correr.
  • Deixe o caminho livre de brinquedos, materiais e poças.
 
Acidentes de carro (paradas bruscas)
  • Sempre use cinto de segurança.
  • Dê objetos para seus filhos simularem a situação.
 
Morder objetos duros
  • Façam, juntos, uma lista do que não se deve morder. Estimule as crianças a incluir itens na lista assim que lembrarem de algo
 

Você Sabia?

  • Os dentes frontais superiores são os mais atingidos nos acidentes.
  • Os dentes de trás e a gengiva normalmente são feridos ao mastigarmos lápis, gelo ou quebrarmos nozes.
  • www.odonthos.com.br
  • #ODONTHOSODONTOLOGIA
  •  
 

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas dentista em campinas dentista cambuí campinas dentistas campinas dentistas em campinas dentistas cambuí campinas clínica odontológica cambuí campinas clínica de odontologia em campinas odontologia cambuí campinas-sp 

Compartilhe:

O QUE É CÁRIE?

Em 26/03/2015

O que é cárie?

 

“Cárie” é uma outra forma de denominar a deterioração do dente. A deterioração do dente é fortemente influenciada pelo estilo de vida do indivíduo – o que come, como cuida dos dentes, a presença de flúor na água ingerida e o flúor no creme dental de uso. A hereditariedade também tem um papel importante na predisposição de seus dentes para se deteriorarem.

Embora a cárie seja mais comun em crianças, adultos também estão sujeitos a ela. Os tipos de cárie são:

  • Cárie coronária –é o tipo mais comum. Ocorre tanto em criança como em adultos. A cárie coronária se localiza nas superfícies de mastigação ou entre os dentes.
  • Cárie radicular - à medida que envelhecemos, as gengivas se retraem, deixando partes da raiz do dente expostas. Como não existe esmalte cobrindo as raízes do dente, estas áreas expostas se deterioram facilmente.
  • Cárie recorrente - a deterioração pode ocorrer em volta das restaurações e coroas existentes. Isto porque estas áreas tendem a acumular placa, que acabam levando à deterioração.

Os adultos estão especialmente sujeitos a apresentar cárie quando sofrem de xerostomia (boca seca), uma doença causada pela falta de saliva. A xerostomia pode ser decorrente de alguma doença, de medicamentos, da radioterapia e da quimioterapia, e pode ser temporária (dias ou meses) ou permanente, dependendo de suas causas.

A cárie constitue um sério problema. Se não for tratada, uma cárie pode destruir seu dente e atingir a polpa (nervo), o que pode resultar em um abscesso, uma área de infecção na ponta da raiz. Uma vez formado o abcesso, ele só pode ser tratado através do tratamento do canal, de cirurgia ou da extração do dente.

Como eu sei se estou com cárie?

Apenas seu dentista pode dizer com certeza se você tem cárie. Isto porque a cárie se desenvolve embaixo da superfície do dente, onde você não pode vê-la. Quando você ingere alimentos que contenham carboidratos (açúcar e amido), estes carboidratos são digeridos pelas bactérias da placa, produzindo ácidos que corroem a estrutura do dente. Com o tempo, o esmalte do dente começa a fraturar por debaixo da superfície, enquanto a parte externa permanece intacta. Quando uma quantidade suficiente de esmalte sob a superfície já tiver sido destruída, a superfície se desmorona, expondo a cavidade de cárie.

É maior a probabilidade da cárie se desenvolver em fóssulas e fissuras nas superfícies de mastigação dos dentes posteriores, nos espaços entre os dentes e próximo à linha da gengiva. Mas, independentemente de onde ocorrem, a melhor maneira de identificá-la e tratá-la, antes que se torne séria, é visitando seu dentista regularmente para avaliações.

Como posso ajudar a evitar a cárie?

  • Escove os dentes pelo menos duas vezes ao dia, e use o fio dental diariamente, a fim de remover a placa bacteriana entre os dentes e sob a gengiva.
  • Faça avaliações regulares. O cuidado preventivo pode evitar que os problemas ocorram e que problemas menores se tornem sérios.
  • Adote uma dieta balanceada, com pouco açúcar e amido. Quando ingerir estes alimentos, procure comê-los durante a refeição, e não como um lanche, para minimizar o número de vezes que seus dentes são expostos ao ácido.
  • Utilize produtos de higiene dental que contenham flúor, incluindo o creme dental e o enxaguatório.
  • Certifique-se de que a água que suas crianças bebem contenha flúor. Se a água fornecida em sua localidade não contém flúor, seu dentista ou pediatra pode prescrever suplementos de flúor diários.
  •  
  • www.odonthos.com.br
  • #ODONTHOSODONTOLOGIA

 

 

CONTINUE LENDO...

Tags: DENTISTA CAMPINAS DENTISTAS CAMPINAS ORTODONTIA LINGUAL INVISÍVEL ORTODONTISTA DENTISTA CAMBUÍ CAMPINAS APARELHO FIXO DENTÁRIO AUTOLOGADO IMPLANTE DENTÁRIO PRÓTESE DENTÁRIA 

Compartilhe:

Perguntas e respostas na clínica odontológica diária

Em 23/03/2015

 P: A amamentação no peito é melhor do que a mamadeira na prevenção de caries na infância?

R: Muitos especialistas recomendam amamentar no peito em vez de utilizar mamadeiras, para a saúde geral da sua criança. Porém, amamentar no peito pode levar a formação de cáries na infância da mesma forma que a amamentação por mamadeira.

Para prevenir as primeiras cáries:

Evite alimentação durante a noite, tal como trazer o bebê para a sua cama e permitir que ele ou ela se amamente à vontade. O leite pode "permanecer" na boca da criança e causar a formação continua de ácido ao longo da noite. Este ácido leva à formação de cárie.
  • Evite deixar o bebê passear com uma mamadeira.
  • É recomendado que você encoraje sua criança a beber de um copo já no seu primeiro aniversário.
P: Tudo bem se minha criança chupar o dedo polegar?
R: Chupar o polegar é normal em crianças; a maioria para por si próprias até os 2 anos de idade.
  • Se sua criança chupa o polegar e tem mais de 2 anos de idade, tente desencorajá-la até completar 4 anos.
  • Chupar o dedo além da idade de 4 anos pode levar ao problemas de dentes tortos, apinhamento e/ou de mordida.

P: Tudo bem se meu bebê usar a chupeta? 
R: Sim, mas não a coloque em açúcar, mel, ou líquidos adoçados. Além disso:

  • Tente fazer com que sua criança abandone o hábito da chupeta até os idade de 2 anos de idade.
  • Lembre-se que enquanto a chupeta e chupar o polegar não fazem nenhuma diferença para a saúde da criança, uma chupeta pode ser uma escolha melhor, porque pode ser mais fácil parar com o hábito da chupeta da criança, do que de chupar o polegar.
  • www.odonthos.com.br
  • #ODONTHOSODONTOLOGIA

CONTINUE LENDO...

Tags: dentista em campinas dentistas em campinas dentista campinas dentistas campinas dentista cambuí campinas dentistas cambuí campinas odontologia campinas odontologia em campinas odontologia cambuí campinas. 

Compartilhe:

Próteses dentárias - Dúvidas

Em 18/03/2015

 O que são dentaduras (próteses)?

 

O que são Próteses?

Próteses são substitutos para os dentes ausentes que podem ser retiradas e recolocadas na boca. Embora leve algum tempo para que a pessoa consiga se habituar a utilizá-las e embora nunca sejam exatamente iguais aos dentes naturais, atualmente elas oferecem uma aparência mais natural e maior conforto quando comparadas a aquelas de alguns anos atrás. 

Existem dois tipos principais de próteses: totais (dentaduras) ou parciais. Seu dentista irá ajudá-lo a escolher o tipo de prótese mais apropriado, dependendo do número de dentes a serem substituídos e o custo do tratamento.

Como funcionam as próteses?

No caso de próteses totais, uma base acrílica da cor da mucosa bucal se apóia sobre sua gengiva. A base da prótese superior cobre todo o palato (céu da boca), enquanto que a prótese inferior é confeccionada na forma de uma ferradura, a fim de permitir espaço livre para acomodar sua língua. 

As próteses são feitas sob medida em um protético, a partir de moldes tirados de sua boca. Seu dentista irá determinar qual dos três tipos de próteses descritas abaixo é o melhor para você.
www.odonthos.com.br
#ODONTHOSODONTOLOGIA

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas dentistas campinas dentista cambuí campinas dentistas cambuí campinas clínica de odontologia campinas odontologia em campinas dentista em campinas dentistas em campinas ortodontia campinas implantes dentários 

Compartilhe:

Quais são os estágios da gengivite?

Em 16/03/2015

 O que é gengivite?

A gengivite é uma inflamação da gengiva que pode progredir e atingir o osso alveolar. É este que envolve e sustenta os dentes. É causada pela presença da placa bacteriana ou biofilme dental, uma película incolor e pegajosa que se forma continuamente nos dentes. Se não for removida diariamente por meio da escovação e do uso do fio dental, a placa bacteriana pode se formar e as bactérias nela contidas poderão infeccionar não apenas a gengiva e a região ao redor dos dentes, mas acabarão por atingir o tecido abaixo da gengiva e o osso que suporta os dentes. Isto pode fazer com que os dentes fiquem amolecidos, caiam ou tenham que ser removidos pelo dentista.

São três os estágios da doença periodontal:

  • Gengivite: Este é o primeiro estágio da inflamação gengival causada pela placa bacteriana que se forma na margem da gengiva. Se a escovação e o uso do fio dental diariamente não forem suficientes para remover a placa, ela produzirá toxinas que podem irritar o tecido gengival, causando a gengivite. Você pode notar algum sangramento durante a escovação e o uso do fio dental. Neste primeiro estágio da doença, o dano pode ser revertido, já que o osso e o tecido conjuntivo que seguram os dentes no lugar não foram atingidos.
  • Periodontite: Neste estágio, o osso e as fibras de sustentação que mantêm os dentes em posição são irreversivelmente danificados. Ao redor da sua gengiva pode começar a se formar uma bolsa que avança para baixo da gengiva e onde ficam armazenados os detritos e a placa bacteriana. O tratamento dentário adequado e a higiene bucal minuciosa em casa, em geral, podem ajudar a prevenir danos maiores.
  • Periodontite avançada: Neste estágio final da doença, as fibras e os ossos de sustentação dos dentes estão destruídos, o que faz com que os dentes migrem ou mudem de lugar ou se tornem abalados ou com mobilidade. Isto pode afetar sua mordida e, se o tratamento não for eficaz, você corre o risco de perder seus dentes.
  • www.odonthos.com.br
  • #ODONTHOSODONTOLOGIA

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas dentistas campinas dentista em campinas dentistas em campinas odontologia campinas e valinhos clínica odontológica cambuí campinas dentista cambuí campinas dentistas no cambuí campinas 

Compartilhe:

Seu eu beber água mineral, estarei obtendo flúor suficiente?

Em 10/03/2015

 Se eu beber água mineral, estarei obtendo flúor suficiente?

Se a água mineral for sua fonte principal de água de consumo, você poderá não estar obtendo flúor em quantidade suficiente. Enquanto o flúor é adicionado na água de abastecimento público em 60% dos municípios do Brasil para reduzir a cárie dental, a maioria das águas minerais disponíveis no mercado não contém níveis ideais de flúor.

Diversos fatores são importantes para saber se você está recebendo ou não flúor suficiente, entre eles:

  • O nível de flúor na sua água mineral, que pode variar muito entre as diferentes marcas. Se a quantidade de flúor não aparecer no rótulo, peça informações à empresa responsável.
  • A quantidade de água mineral que você bebe durante o dia.
  • Se você usa a água mineral para beber, cozinhar ou preparar sopas, sucos e outras bebidas.
  • Se você também bebe água fluoretada na escola, trabalho ou outros lugares.

Se você bebe principalmente água mineral, você deve conversar com seu dentista sobre a necessidade de tratamentos complementares com flúor -especialmente se tiver filhos. Seu dentista pode recomendar complementação de flúor se achar que seu filho não está recebendo níveis adequados de flúo
www.odonthos.com.br
#ODONTHOSODONTOLOGIA

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas dentistas campinas dentistas em campinas dentista em campinas dentista cambuí campinas dentistas cambuí campinas odontologia campinas odontologia em campinas ortodontista campinas implante dentário DTM/ATM campinas e valinhos-sp 

Compartilhe:

Os medicamentos podem afetar minha saúde bucal?

Em 04/03/2015

 Sim, os medicamentos podem apresentar efeitos colaterais na boca, dos quais a “boca seca" é o efeito colateral mais comum. Não deixe de informar seu dentista sobre os medicamentos que você está usando, mesmo aqueles que comprou sem receita médica.

Os seguintes medicamentos podem causar o ressecamento da boca:

  • Anti-histamínicos (Antialérgicos);
  • Descongestionantes;
  • Analgésicos;
  • Diuréticos;
  • Medicamentos para pressão alta;
  • Antidepressivos.

Outros medicamentos podem causar inflamações, ulcerações, dormência, formigamento, distúrbios de movimento, alterações do paladar e, durante a escovação ou do uso do fio dental, sangramento excessivo da gengiva. Se perceber quaisquer desses sintomas, consulte seu dentista ou médico.

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas dentistas campinas dentistas em campinas dentista campinas odontologia campinas odontologia em campinas clínica de odontologia cambuí campinas odontologia campinas e valinhos-sp 

Compartilhe:

DOR DE DENTE.O QUE FAZER?

Em 02/03/2015

 Como saber se preciso de um tratamento?

Assim como qualquer trauma na boca, você deve consultar seu dentista imediatamente para saber se um tratamento é necessário. O dentista examinará a área afetada e poderá fazer uma radiografia.

Se a dor é causada por um dente fraturado, trincado ou lascado, você poderá tomar um analgésico simples. Se possível, guarde a parte fraturada do dente e leve-a ao seu dentista. Se um dente for totalmente arrancado da boca devido a um trauma, leve-o ao seu dentista o mais rápido possível. Talvez possa ser possível recolocar seu dente novamente na boca, um procedimento chamado reimplante.

Como um dentista trata um ...?

Dente lascado – Se não sentir dor e a lasca for pequena, fica ao seu critério decidir quando e como o dente deverá ser tratado. Dependendo do tamanho da lasca, ela pode ser suavizada ou corrigida cosmeticamente. Outras opções podem ser o uso de facetas, coroas ou restaurações. Peça ao seu dentista para lhe explicar sobre cada uma delas. Se uma restauração ou dente artificial for lascado, estes deverão ser substituídos.

Dente fraturado ou trincado – Dentes fraturados ou trincados devem ser restaurados assim que possível, para se evitar danos posteriores. Pode ser necessário um tratamento de canal ou fazer a extração do dente. Se a fratura atingir o esmalte e a dentina do dente, uma coroa, em geral, é o melhor tratamento. Lembre-se de que as fraturas nem sempre são visíveis, mesmo por meio de radiografias. Os sintomas podem ser dor durante a mastigação e sensibilidade a alimentos e bebidas frias, em alguns casos ate a bebidas quentes, bem como ao ar, e estes sintomas podem se intensificar com o tempo.

Dente arrancado da boca – O segredo para o sucesso na recolocação de um dente é reimplantálo no local de onde saiu o mais rápido possível. A cada minuto que se passa, um número maior de células da raiz do dente morrerão. Se possível, lave o dente com água apenas, e então o recoloque no local e corra para o dentista imediatamente.O dente deve ser segurado pela coroa, apenas, e não deve secar. O êxito do reimplante é maior durante os primeiros 30 minutos, com boas chances ainda até duas horas após o trauma. Pode ser necessário que seu dentista faça um tratamento de canal uma ou duas semanas após o dente ter se estabilizado.

Dentes irremediavelmente perdidos, ou seja por uma extração realizada por um dentista ou acidentalmente arrancados, devem ser substituídos. Isto evita problemas como dificuldade de mastigação e de fala, alteração de posição entre os dentes remanescentes, disfunção da articulação temporomandibular (ATM) causados pela mastigação no lado onde há mais dentes e um enfraquecimento do maxilar. As opções para a substituição dos dentes podem ser próteses fixas, próteses removíveis ou implantes.

Mandíbula quebrada – Se suspeitar que você ou qualquer outra pessoa esteja com a mandíbula quebrada, não a movimente. A mandíbula deve ser mantida em posição com um lenço, gravata ou toalha amarrada em volta do queixo e por cima da cabeça. Compressas frias devem ser utilizadas para reduzir o inchaço, se houver. Dirija-se imediatamente à sala de emergência de um hospital e chame seu dentista.
www.odonthos.com.br
#ODONTHOSODONTOLOGIA

 

CONTINUE LENDO...

Tags: Odontologia em campinas odontologia campinas e valinhos dentista campinas dentistas campinas clínica odontológica cambuí campinas dentistas cambuí campinas dentista em campinas dentista em campinas cambuí 

Compartilhe:

ORTODONTIA LINGUAL|APARELHO LINGUAL|APARELHO DENTÁRIO INVISÍVEL

Em 27/02/2015

 O alinhamento correto dos dentes é essencial para a saúde bucal, e sua importância vai além das questões estéticas, passando também pelas questões funcionais por proporcionar uma boa mastigação. Se você quer alinhar seus dentes, mas não quer ficar com o famoso“sorriso metálico”, saiba que a odontologia estética através da ortodontia invisível  e do aparelho lingual pode trazer o sorriso bonito que você deseja e mais: de forma discreta e estética.

Dentes apinhados (desalinhados) são muito incômodos e quando falamos na solução ideal para a correção do problema a resposta imediata é a ortodontia. O aparelho dentário, quando utilizado ainda na infância, é a certeza de um sorriso bonito na fase adulta, mas nem todas as pessoas tiveram essa oportunidade. Para os adultos que desejam corrigir o alinhamento dos dentes, mas se incomodam em usar o aparelho dentário tradicional por motivos profissionais ou simplesmente não querem exibi-lo, uma boa solução é o aparelho lingual.

Sua função é idêntica a de um aparelho comum, porém, fica escondido atrás nos dentes. O caso do jogador Neymar é um bom exemplo

Sua função é idêntica a de um aparelho comum, porém, fica escondido atrás nos dentes. O caso do jogador Neymar é um bom exemplo
 

A ortodontia invisível oferece diversas soluções para a correção do alinhamento dos dentes, porém, a ortodontia lingual vem se firmando como a solução mais eficaz e discreta para a maioria dos casos. Sua função é idêntica a de um aparelho dentário convencional: a movimentação dos dentes. Porém a grande diferença é que o aparelho lingual é fixado na face interna dos dentes, ficando “escondido” por trás do sorriso do paciente.

Muitos mitos se criaram com relação a ortodontia lingual, o maior deles é com relação ao incômodo, onde fala-se que o aparelho é mais desconfortável que o aparelho dentário comum, o que não é verdade. O que acontece é que este tipo de aparelho exige um período de adaptação maior, mas uma vez adaptado, o paciente consegue exercer suas atividades normalmente sem maiores desconfortos.

Outro engano largamente difundido é com relação a duração do tratamento. O tratamento com o aparelho lingual não é necessariamente mais prolongado que com a ortodontia convencional. O que vai determinar um tratamento mais longo ou mais curto é a situação inicial de cada paciente, bem como os objetivos do tratamento, independentemente da técnica



www.odonthos.com.br
#ODONTHOSODONTOLOGIA

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentistas campinas e valinhos odontologia cambuí campinas e valinhos clareamento dental ortodontia invível aparelho lingual invsível aparelhos autoligados tratamrnto dentário com aparelhos ortodônticos 

Compartilhe:

IMPLANTES DENTÁRIOS OSSEOINTEGRADOS

Em 23/02/2015

 Como funcionam os implantes dentários?

Por serem integrados ao osso, os implantes oferecem um suporte estável para os dentes artificiais. Próteses parciais e totais montadas sobre implantes não escorregarão nem mudarão de posição na boca, um grande benefício durante a alimentação e fala.

Esta modalidade de prótese é chamada “prótese sobre implante” e confere ao paciente mais segurança em todas as funções bucais proporcionando uma situação mais natural do que pontes ou dentaduras convencionais.

Com a colocação de implantes não é necessário preparar ou desgastar um dente natural para apoiar os novos dentes substitutos no lugar como é feito em pontes fixas convencionais.

Para receber um implante, é preciso que você tenha gengiva saudável e ossos adequados para sustentá-la. Você também deve comprometer-se a manter estas estruturas saudáveis.

Uma higiene bucal meticulosa e visitas regulares ao dentista são essenciais para o sucesso a longo prazo de seus implantes. Implantes dentários são suportes ou estruturas de metal (normalmente de titânio) posicionadas cirurgicamente no osso maxilar abaixo da gengiva para substituir as raízes dentárias. Uma vez colocados, permitem ao dentista montar dentes substitutos sobre eles.

Para algumas pessoas, as próteses e dentaduras comuns são simplesmente desconfortáveis devido a pontos doloridos ou falta de adaptação. Além disso, as pontes comuns devem ser ligadas aos dentes em ambos os lados do espaço deixado pelo dente ausente.

Folheto: Implantes 

Folheto: ImplantesCuidados pós-operatório

  • Não fazer bochechos, pelo menos 12 horas após a cirurgia. Após as refeições escovar e lavar a boca sem bochechar, evitando passar escova no local operado.
  • Aplicar nas primeiras 24 horas bolsa de gelo na face, sobre o local operado, durante 10 minutos e com intervalo de 5 minutos para descanso, começando imediatamente após a cirurgia.
  • Alimentação líquida ou pastosa, de preferência fria ou gelada (leite, suco, sopa, mingau, sorvete, entre outros).
  • Não fazer exercícios físicos. Manter repouso absoluto. Não ficar debaixo do sole evitar bebidas quentes.
  • Deitar com a cabeça mais elevada que o corpo.
  • Caso saia um pouco de sangue, não se preocupe, pois em média 70% do volume é de saliva e somente 30% de sangue. Nesse momento é recomendável morder ou fazer compressão de gaze no local por 30 minutos e repetir em caso de necessidade.
  • Fazer uso da medicação prescrita pelo tempo solicitado.
  •  

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas e valinhos dentistas campinas e valinhos implantes dentários implantodontia cambuí campinas prótese dentária lentes de contato porcelana facetas porcelana jaqueta porcelana reabilitação oral enxerto ósseo 

Compartilhe:

O que e uma disfunção da articulação temporomandibular (ATM)?

Em 26/01/2015

 O que é ATM?

É a disfunção da articulação temporomandibular, uma articulação que liga o maxilar ao crânio. A DATM é a disfunção da articulação temporo mandibular que pode, por exemplo, não estar funcionando adequadamente. Essa articulação é uma das mais complexas do corpo humano, responsável por mover a mandíbula para frente, para trás e para os lados. Qualquer problema que impeça a função ou o adequado funcionamento deste complexo sistema de músculos, de ligamentos, de discos e de ossos é chamado de D-ATM. Geralmente, a D-ATM dá a sensação ao indivíduo acometido de que sua mandíbula está saltando para fora, fazendo um estalo e até travando por um instante. A causa exata desta disfunção, em geral, é impossível de ser identificada.

Quais os sintomas da D-ATM?

Disfunções de ATM apresentam muitos sinais e sintomas. É difícil saber com certeza se você tem D-ATM, porque um destes sintomas ou todos eles podem também estar presentes em outros problemas. Seu dentista poderá ajudá-lo a fazer um diagnóstico preciso, através de uma história médica e dentária completa, um exame clínico e de radiografias adequadas.

Alguns dos sintomas mais comuns de D-ATM são:

  • Dores de cabeça (freqüentemente parecidas com enxaquecas), dores de ouvido, dor e pressão atrás dos olhos;
  • Um “clique” ou sensação de desencaixe ao abrir ou fechar a boca;
  • Dor ao bocejar, ao abrir muito a boca ou ao mastigar;
  • Mandíbulas que “ficam presas”, travam ou saem do lugar;
  • Flacidez dos músculos da mandíbula;
  • Uma brusca mudança no modo em que os dentes superiores e inferiores se encaixam.

Como tratar a D-ATM?

Existem diversos tratamentos que você pode seguir para diminuir consideravelmente os sintomas. Seu dentista pode recomendar um ou mais dos seguintes tratamentos:

  • Tentar eliminar a dor e o espasmo muscular através da aplicação de calor úmido ou através de medicamentos como relaxante muscular, aspirina ou outros analgésicos comuns, ou ainda antiinflamatórios;
  • Reduzir os efeitos prejudiciais de travamento ou rangido, por meio de um aparelho, algumas vezes chamado de placa de mordida ou “splint”. Este aparelho, feito sob medida para sua boca, se encaixa nos dentes superiores e ao deslizar sobre os dentes inferiores impede estes dentes inferiores de ranger contra os dentes superiores;
  • Aprender técnicas de relaxamento para ajudar a controlar a tensão muscular na mandíbula. Seu dentista pode sugerir que você procure condicionamento e aconselhamento para ajudar a evitar o estresse;
  • Quando partes da mandíbula são afetadas e os tratamentos não surtiram efeito, uma cirurgia na articulação poderá ser recomendada.
  • www.odonthos.com.br
  • #ODONTHOSODONTOLOGIA

 



CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista em campinas dentistas campinas e valinhos clínica de odontologia em campinas clínica odontológica cambuí campinas DTM/ATM dor de cabeça enxaqueca tratamento ATM 

Compartilhe:

Cuidados com seu implante dentário

Em 08/09/2014

 Uma boa higiene oral é essencial para manter a saúde dos seus implantes. É muito importante que a placa bacteriana seja removida adequadamente para evitar complicações no seu implante. Isto significa que além das visitas frequentes de manutenção ao dentista, você precisa escovar os dentes adequadamente, passar o fio ou fita dental, e limpar o espaço entre seus dentes (chamados de espaços interdentais) com uma escova interdental. O uso do creme dental antibacteriano ajuda a reduzir a placa bacteriana e previne a inflamação.
Proteja o seu investimento de tempo e dinheiro nos seus implantes dentais para que eles possam durar muito tempo, mantenha uma boa higiene oral para evitar complicações que podem levar a perda do implante. 
Se a higiene oral for inadequada pode levar à perda dos implantes. Pois, as bactérias se multiplicarão na superfície do implante até níveis prejudiciais. Isto resultará na inflamação do tecido gengival, que é chamada de mucosite peri-implantar. Se não for tratada, poderá resultar em perda óssea ao redor do implante, levando à peri-implantite e depois à perda do implante.
Pode-se comparar a peri-implantite (inflamação ao redor do implante com perda óssea) à periodontite. As duas doenças são causadas por bactérias semelhantes. Por isso a periodontite não tratada pode aumentar o risco da perda do implante. A peri-implantite é a causa mais comum de perda do implante.

CONTINUE LENDO...

Tags: Implantes osseointegrados prótese dentária clínica de odontologia odontologia Campinas dentistas Campinas-SP clínica de odontologia em Valinhos-SP 

Compartilhe:

RONCO E APNÉIA

Em 04/09/2014

O Ronco e a Apnéia do Sono são ocorrências muito graves e capazes de induzir doenças como obesidade, diabetes, infarto do miocárdio e derrames. Acidentes fatais de trânsito e no trabalho também são conseqüências, sem falarmos nos relacionamentos conjugais abalados.

Os tratamentos realizados com sistemas de ventilação e cirúrgicos, além de não serem totalmente efetivos, têm custo muito alto.

O Dr. Prenticesidinei de Oliveira, com seus amplos conhecimentos sobre os problemas causados pelo Ronco e a Apnéia do sono, desenvolveu um aparelho intra-oral baseado em estudos e pesquisas com aparelhos dos EUA.
Abaixo um exemplo de aparelho de ronco e apnéia.

 

CONTINUE LENDO...

Tags: Aparelho Ronco e apnéia disturbio do sono ortodontia dentistas campinas-sp dentista em campinas-sp dentista cambuí campinas odontologia em valinhos-sp clínica odontológica em valinhos-sp 

Compartilhe:

Dados incorretos, refaça sua busca com uma palavra maior.