Odonthos. Blog.

(19) 3044.8899

(19) 98124.8789

Clínica Odontológica em Campinas Odonthos | Dentistas em Campinas

BLOG ODONTHOS ODONTOLOGIA

A Clínica Odonthos oferece tratamentos Dentários e Faciais com equipamentos de última geração, com uma equipe de profissionais que proporcionam eficência e conforto.

 

"Resultado da busca por: Prótese dentária"


Higienização de implantes dentários

Em 11/07/2016

 Técnica de escovação adequada

Técnica de escovação adequadaImediatamente após a implantação cirúrgica, a área onde o implante foi colocado ficará sensível, e você poderá ter dificuldade de usar uma escova de dente na região. Desse modo, para evitar a formação da placa use antissépticos bucais antibacterianos e/ou cremes dentais, conforme recomendação do seu dentista. Um ou dois dias após a inserção do implante você pode usar uma escova de dente extra macia para higienização da região. Uma vez que a prótese dentária (coroa, dente) for colocada, escove muito bem toda área ao redor do implante.
www.odonthos.com.br
19 3044-8899

CONTINUE LENDO...

Tags: implantes dentários prótese sobre implante implantes osseointegrados prótese tipo protocolo prótese dentária facetas laminadas de porcelana lentes de contato de porcelana dentista campinas odontologia cambuí campinas 

Compartilhe:

Prótese sobre implante tipo protocolo

Em 21/06/2016

 prótese tipo protocolo Bränemark consiste na reabilitação total de pacientes que perderam seus dentes há muitos anos e que possuem sua parte óssea prejudicada. A técnica do médico ortopedista sueco, Per-Ingvar Bränemark, teve início nos anos 60, mas em 1969 ela foi otimizada para próteses fixas.


 

CONTINUE LENDO...

Tags: implantes dentários prótese sobre implante tipo protocolo prótese dentária facetas de porcelana lentes de contato de porcelana dentista campinas odontologia campinas dentista cambuí campinas 

Compartilhe:

Facetas de porcelana x lentes de contato de porcelana

Em 25/05/2016

 Diferença entre laminados dentários cerâmicos: facetas de porcelana x lentes de contato de porcelana?

Qual a diferença entre faceta em porcelana e lente de contato dental?

 

26.01.2017

 
 

Nos dias atuais é cada vez mais comum as pessoas procurarem tratamento estético para os seus dentes da frente. 

 

 

E a procura é pela faceta em porcelana ou lente de contato. 

 

Qual a diferença entre as duas?

 

É simples, a faceta precisa desgastar o dente e a lente o desgaste é muito pouco ou nada. 

 

Para que serve a lente?

 

A lente é para pequenas correções, como fechamento de espaços, aumento do comprimento, largura, arredondamento de ângulos. É tão fina que parece transparente, pois isso ganhou o nome de lente de contato dental. 

 

 

 

Para que serve a faceta dental?

 

 

 

 

Nos casos em que há comprometimento de cor, ou manchamentos, ou dente girado, ou desalinhado, há necessidade de desgaste do esmalte. 

Por exemplo, em um dente que escureceu pelo tratamento de canal, é preciso desgastar o esmalte para dar espessura para a porcelana esconder a cor escura. 

Nesse caso a lente de contato não funcionaria. 

Nos casos de dentes desalinhados é possível corrigir o desalinhamento, colando uma lâmina cerâmica sobre ele. 

E estética é inigualável. 

 

 

 

Como fica a estética do sorriso com a faceta ou lente?

 

 

Se o objetivo é a transformação do sorriso, o resultado total só é possível se trabalhar todos os dentes que aparecem quando você sorri. É impressionante a transformação. E nesse caso, um estudo bem detalhado com o Planejamento Digital do Sorriso, é fundamental. 

 

E a durabilidade como fica, já que são materiais com pouca espessura?

 

Vamos por uma analogia. Imagine como é fixado o laminado em porcelanato no piso, na contrução civil. A lâmina do porcelanato é bem fina se comparado com o contra-piso não é? Mas se o contra-piso estiver totalmente regular e sólido e a lâmina ficar totalmente apoiada sobre ele, não existe a chance de quebrar. A não ser que sofra algum impacto altamente forte. 

A lâmina de porcelana funciona assim também. Porém, é claro, que nas áreas incisais é necessário um cuidado com hábitos nocivos, como morder tampa de caneta, prego, parafuso, tampa de garrafa, milho de pipoca, etc. 

 

 

 

 

 

Outra questão bem importante é saber como podem ficar naturais e bonitas as facetas ou lentes de contato?

 

O planejamento aqui é fundamental. E para isso contamos com uma nova técnica para não errar na escolha do tamanho e forma dos novos dentes. CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas dentistas campinas dentistas em campinas dentista em campinas clínica de odontologia em campinas clínica odontológica em campinas prótese dentária facetas de porcelana lentes de contato de porcelana 

Compartilhe:

Estética Dental - Clareamento e facetas de porcelana

Em 17/04/2015

Que fatores influem na cor dos meus dentes?

Algumas pessoas nascem com dentes mais amarelados que outras. Outras têm dentes que se tornam amarelados com o tempo. A cor natural de seus dentes também pode ser afetada por diversos fatores.

Manchas na superfície (chamadas pelos dentistas de manchas extrínsecas) e descoloração podem ser causadas por:

  • Tabaco (tanto fumado como mastigado);

  • Ingestão de café, chá, ou vinho tinto;

  • Ingestão de alimentos altamente pigmentados como cerejas e amoras;

  • Acúmulo de depósitos de tártaro, resultantes da placa que endureceu.


Manchas internas (chamadas pelos dentistas de manchas intrínsecas):

  • Tratamento com o antibiótico tetraciclina durante o período de formação dos dentes;

  • Aparência amarelada ou acinzentada dos dentes, como parte do processo de envelhecimento;

  • Trauma nos dentes que podem resultar na morte do nervo do dente, conferindo-lhe a cor marrom, cinza ou preta;

  • Ingestão demasiada de flúor durante a formação dos dentes (desde o nascimento até os 16 anos), o que dá ao dente uma aparência manchada.
    www.odonthos.com.br
    #ODONTHOSODONTOLOGIA

 

 

CONTINUE LENDO...

Tags: dentista campinas dentistas campinas dentistas em campinas dentista em campinas clínica odontológica prótese dentária implantes facetas dentárias de porcelana lentes de contato jaqueta dentária estética dental clareamento dental 

Compartilhe:

Coroas dentárias em porcelana - Meta Free

Em 14/04/2015

 Coroas metalo-cerâmicas são utilizadas para a reconstrução total de um dente ou mais dentes. Quando houver uma destruição muito grande do elemento dental, mas a raiz esta intacta, podemos colocar coroas que imitam o dente tanto em função quanto em estética

Coroas são ‘capas’ totais para os dentes que possuem metal na parte interna, o que proporciona maior resistência e durabilidade, e cerâmica na parte externa, que da a coroa cor e formato igual aos dentes naturais. Coroas metalo-ceramicas são o melhor e mais comum tratamento para reparar destruição dental, e pode ser usado sobre implantes ou dentes naturais. Coroas metal-free são aquelas que não usam metal em sua composição, dando maior atenção a estética e translucidez, trazendo maior qualidade para dentes anteriores. Confira na pagina de Coroas E-max.



Quando o dente está totalmente destruído, ainda tem solução?

Sim, a raiz estando em boas condições basta confeccionar uma capa (coroa) sobre a parte remanescente, e a estética e mastigação são totalmente recuperadas.


As coroas metalo-cerâmicas ou metal-free ficam artificiais?

Não. Existem diferentes qualidades de cerâmica e de laboratórios protéticos. Os profissionais de ponta conseguem uma naturalidade imperceptível nas coroas atuais, principalmente se forem coroas metal free, que traduzem mais fielmente a translucidez dentária.


Para um sorriso perfeito, posso “encapar” todos os meus dentes com coroas?

Sim. Este tipo de procedimento é muito utilizado atualmente em busca de estética dental do sorriso perfeito. As coroas podem mudar posição, cor, formato, alinhamento e tamanho dos dentes, ou seja, o paciente pode mudar 100% seu sorriso. Com a correta indicação e possibilidade técnica, este tratamento se tornou muito comum e previsível.


Para colocar coroas devo desgastar meus dentes?

Sim. O desgaste dental é necessário para o encaixe correto das coroas. A porção dental que será desgastada será substituída por porcelana, oque além de mudar esteticamente, reforça a estrutura dental deixando-o mais resistente e bonito.
Abaixo, caso clínico realizado na clínica onde foram colocadas seis coros de porcelana metal-free (canino à canino).
www.odonthos.com.br
#ODONTHOSODONTOLOGIA






 

CONTINUE LENDO...

Tags: Prótese dentária implantes dentários cambuí campinas facetas porcelana inlay/onlay lentes de contato prótese sobre implantes odontologia campinas dentista em campinas dentistas em campinas dentista cambuí campinas-sp 

Compartilhe:

O QUE É CÁRIE?

Em 26/03/2015

O que é cárie?

 

“Cárie” é uma outra forma de denominar a deterioração do dente. A deterioração do dente é fortemente influenciada pelo estilo de vida do indivíduo – o que come, como cuida dos dentes, a presença de flúor na água ingerida e o flúor no creme dental de uso. A hereditariedade também tem um papel importante na predisposição de seus dentes para se deteriorarem.

Embora a cárie seja mais comun em crianças, adultos também estão sujeitos a ela. Os tipos de cárie são:

  • Cárie coronária –é o tipo mais comum. Ocorre tanto em criança como em adultos. A cárie coronária se localiza nas superfícies de mastigação ou entre os dentes.
  • Cárie radicular - à medida que envelhecemos, as gengivas se retraem, deixando partes da raiz do dente expostas. Como não existe esmalte cobrindo as raízes do dente, estas áreas expostas se deterioram facilmente.
  • Cárie recorrente - a deterioração pode ocorrer em volta das restaurações e coroas existentes. Isto porque estas áreas tendem a acumular placa, que acabam levando à deterioração.

Os adultos estão especialmente sujeitos a apresentar cárie quando sofrem de xerostomia (boca seca), uma doença causada pela falta de saliva. A xerostomia pode ser decorrente de alguma doença, de medicamentos, da radioterapia e da quimioterapia, e pode ser temporária (dias ou meses) ou permanente, dependendo de suas causas.

A cárie constitue um sério problema. Se não for tratada, uma cárie pode destruir seu dente e atingir a polpa (nervo), o que pode resultar em um abscesso, uma área de infecção na ponta da raiz. Uma vez formado o abcesso, ele só pode ser tratado através do tratamento do canal, de cirurgia ou da extração do dente.

Como eu sei se estou com cárie?

Apenas seu dentista pode dizer com certeza se você tem cárie. Isto porque a cárie se desenvolve embaixo da superfície do dente, onde você não pode vê-la. Quando você ingere alimentos que contenham carboidratos (açúcar e amido), estes carboidratos são digeridos pelas bactérias da placa, produzindo ácidos que corroem a estrutura do dente. Com o tempo, o esmalte do dente começa a fraturar por debaixo da superfície, enquanto a parte externa permanece intacta. Quando uma quantidade suficiente de esmalte sob a superfície já tiver sido destruída, a superfície se desmorona, expondo a cavidade de cárie.

É maior a probabilidade da cárie se desenvolver em fóssulas e fissuras nas superfícies de mastigação dos dentes posteriores, nos espaços entre os dentes e próximo à linha da gengiva. Mas, independentemente de onde ocorrem, a melhor maneira de identificá-la e tratá-la, antes que se torne séria, é visitando seu dentista regularmente para avaliações.

Como posso ajudar a evitar a cárie?

  • Escove os dentes pelo menos duas vezes ao dia, e use o fio dental diariamente, a fim de remover a placa bacteriana entre os dentes e sob a gengiva.
  • Faça avaliações regulares. O cuidado preventivo pode evitar que os problemas ocorram e que problemas menores se tornem sérios.
  • Adote uma dieta balanceada, com pouco açúcar e amido. Quando ingerir estes alimentos, procure comê-los durante a refeição, e não como um lanche, para minimizar o número de vezes que seus dentes são expostos ao ácido.
  • Utilize produtos de higiene dental que contenham flúor, incluindo o creme dental e o enxaguatório.
  • Certifique-se de que a água que suas crianças bebem contenha flúor. Se a água fornecida em sua localidade não contém flúor, seu dentista ou pediatra pode prescrever suplementos de flúor diários.
  •  
  • www.odonthos.com.br
  • #ODONTHOSODONTOLOGIA

 

 

CONTINUE LENDO...

Tags: DENTISTA CAMPINAS DENTISTAS CAMPINAS ORTODONTIA LINGUAL INVISÍVEL ORTODONTISTA DENTISTA CAMBUÍ CAMPINAS APARELHO FIXO DENTÁRIO AUTOLOGADO IMPLANTE DENTÁRIO PRÓTESE DENTÁRIA 

Compartilhe:

IMPLANTES DENTÁRIOS OSSEOINTEGRADOS

Em 23/02/2015

 Como funcionam os implantes dentários?

Por serem integrados ao osso, os implantes oferecem um suporte estável para os dentes artificiais. Próteses parciais e totais montadas sobre implantes não escorregarão nem mudarão de posição na boca, um grande benefício durante a alimentação e fala.

Esta modalidade de prótese é chamada “prótese sobre implante” e confere ao paciente mais segurança em todas as funções bucais proporcionando uma situação mais natural do que pontes ou dentaduras convencionais.

Com a colocação de implantes não é necessário preparar ou desgastar um dente natural para apoiar os novos dentes substitutos no lugar como é feito em pontes fixas convencionais.

Para receber um implante, é preciso que você tenha gengiva saudável e ossos adequados para sustentá-la. Você também deve comprometer-se a manter estas estruturas saudáveis.

Uma higiene bucal meticulosa e visitas regulares ao dentista são essenciais para o sucesso a longo prazo de seus implantes. Implantes dentários são suportes ou estruturas de metal (normalmente de titânio) posicionadas cirurgicamente no osso maxilar abaixo da gengiva para substituir as raízes dentárias. Uma vez colocados, permitem ao dentista montar dentes substitutos sobre eles.

Para algumas pessoas, as próteses e dentaduras comuns são simplesmente desconfortáveis devido a pontos doloridos ou falta de adaptação. Além disso, as pontes comuns devem ser ligadas aos dentes em ambos os lados do espaço deixado pelo dente ausente.

Folheto: Implantes 

Folheto: ImplantesCuidados pós-operatório

  • Não fazer bochechos, pelo menos 12 horas após a cirurgia. Após as refeições escovar e lavar a boca sem bochechar, evitando passar escova no local operado.
  • Aplicar nas primeiras 24 horas bolsa de gelo na face, sobre o local operado, durante 10 minutos e com intervalo de 5 minutos para descanso, começando imediatamente após a cirurgia.
  • Alimentação líquida ou pastosa, de preferência fria ou gelada (leite, suco, sopa, mingau, sorvete, entre outros).
  • Não fazer exercícios físicos. Manter repouso absoluto. Não ficar debaixo do sole evitar bebidas quentes.
  • Deitar com a cabeça mais elevada que o corpo.
  • Caso saia um pouco de sangue, não se preocupe, pois em média 70% do volume é de saliva e somente 30% de sangue. Nesse momento é recomendável morder ou fazer compressão de gaze no local por 30 minutos e repetir em caso de necessidade.
  • Fazer uso da medicação prescrita pelo tempo solicitado.
  •  

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista campinas e valinhos dentistas campinas e valinhos implantes dentários implantodontia cambuí campinas prótese dentária lentes de contato porcelana facetas porcelana jaqueta porcelana reabilitação oral enxerto ósseo 

Compartilhe:

Distúrbios alimentares e problemas de saúde bucal

Em 04/02/2015

Quais problemas de saúde bucal estão associados a distúrbios alimentares?


A anorexia e a bulimia podem danificar seus dentes de diversas maneiras.

Um indivíduo com bulimia entra em um ciclo de comer compulsivamente e vomitar. Os ácidos estomacais durante o vômito passam pela boca e podem desgastar o esmalte do dente, causando cáries, descoloração e até a perda do dente.

Como os dentes ficam com uma aparência gasta e amarelada, o dentista pode ser o primeiro a notar os sinais deste distúrbio alimentar. A odontologia cosmética pode ajudar a corrigir o esmalte danificado dos dentes.

Na anorexia, a quase inanição priva o organismo dos nutrientes de que necessita. Pode-se desenvolver uma osteoporose com um enfraquecimento dos ossos maxilares que suportam os dentes podendo-se chegar até à perda do elemento dentário.

Em ambos os casos, é essencial que se trate as causas subjacentes que levam à anorexia e à bulimia, bem como que se trate as complicações dentárias delas resultantes. Embora o dentista possa reparar o esmalte danificado dos dentes, ele não poderá tratar o distúrbio alimentar real. Casa você tenha – ou suspeite ter - algum distúrbio alimentar consulte seu médico.
www.odonthos.com.br
#ODONTHOSODONTOLOGIA

CONTINUE LENDO...

Tags: Odontologia em campinas clínica odontológica cambuí campinas dentista campinas e valinhos dentistas cambuí campinas e valinhos impantes dentários prótese dentária estética dental ortodontista campinas 

Compartilhe:

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE IMPLANTES DENTÁRIOS

Em 15/01/2015

 1. Qualquer um pode ter implante? 

Não. Crianças menores de 16 anos, pessoas que fumam em excesso, portadores de doenças crônicas (ex: diabetes, hipertensão e cardiopatias graves )e que não estão sob tratamento e acompanhamento médico/ medicamentoso, assim como aqueles que estão em tratamento contra o câncer, hepatite ou osteoporose, não são indicados para fazer implante dentário. 
Os pacientes crônicos devem estar “compensados” para que possam proceder com a intervenção, com segurança.

2. O que acontece se eu continuar sem a prótese? 
Os dentes que estão ao lado do espaço vazio começarão a se inclinar para ocupar o lugar do que falta. Quem não tem dente nenhum percebe que a estrutura do queixo vai se aproximando do nariz. A falta de dentes também faz a pessoa comer alimentos mais cremosos e calóricos.

3. O que causa a perda do dente? 
Na maioria dos casos temos a cárie, principalmente em pessoas com menos de 35 anos e problemas na gengiva e no osso (periodontite) causados pela falta ou ineficácia da higienização bucal (além de causas genéticas) que podem levar à perda de dentes. Pacientes diabéticos (ou histórico familiar) ou cujos pais perderam seus dentes por amolecimento espontâneo, devem procurar a Implantotal para uma “avaliação de saúde bucal”. 

4. O que fazer antes da cirurgia? 
A implantotal preconiza um protocolo de procedimentos, pré e pós cirúrgicos, que contemplam: Exames complementares (Rx Panorâmico, tomografia e exames de sangue), medicamentos (anti-inflamatórios, analgésicos e antibióticos) e orientações sobre aplicação de gelo, repouso e alimentação adequada.

5. Vou sentir dor na operação? 
Não. Todos os procedimentos acontecem sob anestesia e, mesmo assim, com muita técnica e com o mínimo de agressão aos tecidos. O paciente estará liberado para trabalhar em 24 horas, na maioria dos casos.

6. Se perder um dente, devo colocá-lo depois de quanto tempo? 
Procure a Implantotal o mais rápido possível. Durante a consulta, pode-se perceber que o paciente não tem estrutura óssea suficiente para a realização do implante, o que é comum em quem perdeu os dentes há muito tempo. Nesses casos, a solução é um enxerto de osso para preencher o que falta, procedimento mais comum do se imagina.
 
7. Quanto custa fazer um implante? 
Cada paciente é um caso clínico diferente. Para que se possa saber, exatamente, em que consiste seu tratamento e por consequência quanto vai custar, é fundamental que seja feita uma criteriosa avaliação clínica e/ou radiográfica.

8. Como me protejo de ir parar numa clínica sem qualidade? 
Se possível procure conversar com alguém que você conheça e que  já se tratou por lá. Procure saber se a clínica é devidamente registrada no C.R.O (Conselho Regional de Odontologia) do seu Estado, se possui um site que informe o nome e registro dos seus dentistas, e se possui alvará de funcionamento (informações que também devem estar expostas na recepção da clínica ou consultório). 

Durante a consulta, avalie a limpeza geral da clínica e dos profissionais que o atenderão, assim como se os materiais são devidamente esterilizados antes de irem à sua boca, mesmo quando no ato da avaliação clínica. Exija que o(a) profissional que lhe atenda esteja fazendo uso de luvas de procedimento. Todo cuidado com a saúde é pouco!
1. Qualquer um pode ter implante? 

Não. Crianças menores de 16 anos, pessoas que fumam em excesso, portadores de doenças crônicas (ex: diabetes, hipertensão e cardiopatias graves )e que não estão sob tratamento e acompanhamento médico/ medicamentoso, assim como aqueles que estão em tratamento contra o câncer, hepatite ou osteoporose, não são indicados para fazer implante dentário. 
Os pacientes crônicos devem estar “compensados” para que possam proceder com a intervenção, com segurança.

2. O que acontece se eu continuar sem a prótese? 
Os dentes que estão ao lado do espaço vazio começarão a se inclinar para ocupar o lugar do que falta. Quem não tem dente nenhum percebe que a estrutura do queixo vai se aproximando do nariz. A falta de dentes também faz a pessoa comer alimentos mais cremosos e calóricos.

3. O que causa a perda do dente? 
Na maioria dos casos temos a cárie, principalmente em pessoas com menos de 35 anos e problemas na gengiva e no osso (periodontite) causados pela falta ou ineficácia da higienização bucal (além de causas genéticas) que podem levar à perda de dentes. Pacientes diabéticos (ou histórico familiar) ou cujos pais perderam seus dentes por amolecimento espontâneo, devem procurar a Implantotal para uma “avaliação de saúde bucal”. 

4. O que fazer antes da cirurgia? 
A implantotal preconiza um protocolo de procedimentos, pré e pós cirúrgicos, que contemplam: Exames complementares (Rx Panorâmico, tomografia e exames de sangue), medicamentos (anti-inflamatórios, analgésicos e antibióticos) e orientações sobre aplicação de gelo, repouso e alimentação adequada.

5. Vou sentir dor na operação? 
Não. Todos os procedimentos acontecem sob anestesia e, mesmo assim, com muita técnica e com o mínimo de agressão aos tecidos. O paciente estará liberado para trabalhar em 24 horas, na maioria dos casos.

6. Se perder um dente, devo colocá-lo depois de quanto tempo? 
Procure a Implantotal o mais rápido possível. Durante a consulta, pode-se perceber que o paciente não tem estrutura óssea suficiente para a realização do implante, o que é comum em quem perdeu os dentes há muito tempo. Nesses casos, a solução é um enxerto de osso para preencher o que falta, procedimento mais comum do se imagina.
 
7. Quanto custa fazer um implante? 
Cada paciente é um caso clínico diferente. Para que se possa saber, exatamente, em que consiste seu tratamento e por consequência quanto vai custar, é fundamental que seja feita uma criteriosa avaliação clínica e/ou radiográfica.

8. Como me protejo de ir parar numa clínica sem qualidade? 
Se possível procure conversar com alguém que você conheça e que  já se tratou por lá. Procure saber se a clínica é devidamente registrada no C.R.O (Conselho Regional de Odontologia) do seu Estado, se possui um site que informe o nome e registro dos seus dentistas, e se possui alvará de funcionamento (informações que também devem estar expostas na recepção da clínica ou consultório). 

Durante a consulta, avalie a limpeza geral da clínica e dos profissionais que o atenderão, assim como se os materiais são devidamente esterilizados antes de irem à sua boca, mesmo quando no ato da avaliação clínica. Exija que o(a) profissional que lhe atenda esteja fazendo uso de luvas de procedimento. Todo cuidado com a saúde é pouco!
1. Qualquer um pode ter implante? 

Não. Crianças menores de 16 anos, pessoas que fumam em excesso, portadores de doenças crônicas (ex: diabetes, hipertensão e cardiopatias graves )e que não estão sob tratamento e acompanhamento médico/ medicamentoso, assim como aqueles que estão em tratamento contra o câncer, hepatite ou osteoporose, não são indicados para fazer implante dentário. 
Os pacientes crônicos devem estar “compensados” para que possam proceder com a intervenção, com segurança.

2. O que acontece se eu continuar sem a prótese? 
Os dentes que estão ao lado do espaço vazio começarão a se inclinar para ocupar o lugar do que falta. Quem não tem dente nenhum percebe que a estrutura do queixo vai se aproximando do nariz. A falta de dentes também faz a pessoa comer alimentos mais cremosos e calóricos.

3. O que causa a perda do dente? 
Na maioria dos casos temos a cárie, principalmente em pessoas com menos de 35 anos e problemas na gengiva e no osso (periodontite) causados pela falta ou ineficácia da higienização bucal (além de causas genéticas) que podem levar à perda de dentes. Pacientes diabéticos (ou histórico familiar) ou cujos pais perderam seus dentes por amolecimento espontâneo, devem procurar a Implantotal para uma “avaliação de saúde bucal”. 

4. O que fazer antes da cirurgia? 
A implantotal preconiza um protocolo de procedimentos, pré e pós cirúrgicos, que contemplam: Exames complementares (Rx Panorâmico, tomografia e exames de sangue), medicamentos (anti-inflamatórios, analgésicos e antibióticos) e orientações sobre aplicação de gelo, repouso e alimentação adequada.

5. Vou sentir dor na operação? 
Não. Todos os procedimentos acontecem sob anestesia e, mesmo assim, com muita técnica e com o mínimo de agressão aos tecidos. O paciente estará liberado para trabalhar em 24 horas, na maioria dos casos.

6. Se perder um dente, devo colocá-lo depois de quanto tempo? 
Procure a Implantotal o mais rápido possível. Durante a consulta, pode-se perceber que o paciente não tem estrutura óssea suficiente para a realização do implante, o que é comum em quem perdeu os dentes há muito tempo. Nesses casos, a solução é um enxerto de osso para preencher o que falta, procedimento mais comum do se imagina.
 
7. Quanto custa fazer um implante? 
Cada paciente é um caso clínico diferente. Para que se possa saber, exatamente, em que consiste seu tratamento e por consequência quanto vai custar, é fundamental que seja feita uma criteriosa avaliação clínica e/ou radiográfica.

8. Como me protejo de ir parar numa clínica sem qualidade? 
Se possível procure conversar com alguém que você conheça e que  já se tratou por lá. Procure saber se a clínica é devidamente registrada no C.R.O (Conselho Regional de Odontologia) do seu Estado, se possui um site que informe o nome e registro dos seus dentistas, e se possui alvará de funcionamento (informações que também devem estar expostas na recepção da clínica ou consultório). 

Durante a consulta, avalie a limpeza geral da clínica e dos profissionais que o atenderão, assim como se os materiais são devidamente esterilizados antes de irem à sua boca, mesmo quando no ato da avaliação clínica. Exija que o(a) profissional que lhe atenda esteja fazendo uso de luvas de procedimento. Todo cuidado com a saúde é pouco!
www.odonthos.com.br
#ODONTHOSODONTOLOGIA

CONTINUE LENDO...

Tags: Impalntes dentários em campinas clínica de odontologia cambuí campinas prótese dentária clínica odontológica em campinas dentista em campinas e valinhos-SP dentistas em campinas e valinhos implantodontista cambuí campinas 

Compartilhe:

Mitos e Verdades sobre implantes dentários

Em 20/11/2014

 

O que é implante dentário?

Implante dentário é um cilindro (pino) de titânio colocado dentro do osso, abaixo da gengiva e que tem a função de fazer o mesmo papel da raiz do dente. Em cima do implante é que o cirurgião dentista coloca o dente.

Todas as pessoas podem fazer implantes dentários?

Em saúde as palavras todas, nenhuma, sempre e nunca não devem ser usadas. Algumas vezes o paciente não pode fazer o implante naquele momento ou não pode fazer por uma determinada condição, mas isso não impede que ele venha a poder fazer. O importante em relação ao paciente é que ele tenha um bom estado geral de saúde.

 

Quais são os fatores que contra indicam um implante dentário?

Os principais motivos de contra indicação é a colocação de implantes dentários em crianças antes da fase final de crescimento e pessoas que tenha uma expectativa acima do normal com resultados e estética. Pessoas com problemas cardíacos de alto risco, como próteses valvulares aórticas ou mitrais, cardiopatias congênitas ou com antecedentes de endocardite infecciosa. Os outros fatores de uma maneira geral, contra indicam temporariamente ou diminuem a margem de sucesso.

Os implantes rejeitam?

Não, não existe rejeição dos implantes pelo organismo. Os implantes são feito de titânio e esse material é inerte ao osso. Isso quer dizer que o organismo não percebe que algo foi colocado no osso e por isso tenta fechar o furo feito pela broca para a colocação do implante. Quando o osso preenche esse orifício, ele trava o implante e isso é o que chamamos de osseointegração. Podem ocorrer problemas devido a problemas na cirurgia, no pós-operatório, pela qualidade do osso, mas não por rejeição.

CONTINUE LENDO...

Tags: Implantes dentários em campinas dentista em campinas odontologia cambuí campinas clínica odontológica em campinas reabilitação oral prótese dentária prótese sobre implante Valinhos-SP 

Compartilhe:

DIABETES X PROBLEMAS DE SAÚDE BUCAL

Em 11/11/2014

Existe uma ligação entre as doenças gengivais e diabetes?

Dos 21 milhões de americanos que têm diabetes, muitos podem ficar surpresos com uma inesperada complicação associada com esta condição. 1, 2 Pesquisas sugerem que há uma prevalência aumentada de doenças gengivais (gengivite e periodontite) dentre aqueles com diabetes, somando as doenças gengivais a uma lista de outras complicações associadas com diabetes, tais como doenças cardíacas, acidentes vasculares encefálicos isquêmicos (derrame cerebral) e doenças renais.3

CONTINUE LENDO...

Tags: Dentista em campinas dentistas cambuí campinas clínica odontológica em campinas odontologia campinas cirurgião dentista implantes dentários prótese dentária estética dental clareamento dental Valinhos-SP 

Compartilhe:

IMPLANTES DENTÁRIO - PROTOCOLO EM IMPLANTODONTIA

Em 29/10/2014

 A solução de Protocolo é considerada a mais evoluída que existe na reabilitação de desdentados, é fixada através de parafusos. Ou seja, o paciente não precisa removê-la para fazer a sua higiene bucal. A sua remoção acontecerá na clínica, a cada 6 meses para limpeza geral e profilaxia da peça.

Para isso utilizamos em média 6 implantes na arcada superior e 4 na inferior.
A curvatura das maxilas são simuladas por uma barra metálica, que será o agente de união entre a prótese e os implantes, promovendo



estética e principalmente resistência na prótese protocolo. 
Quando falamos de reabilitação da maxila (superior), a prótese protocolo é a ÚNICA que não necessita de “céu da boca”, gerando no paciente as sensações de liberdade, conforto e segurança.

CONTINUE LENDO...

Tags: Odontologia em campinas clínica odontológica cambuí campinas dentista campinas implante dentário prótese dentária odontologia estética ortodontista em campinas aparelhos autoligados aparelhos invisíveis lingual Valinhos-SP 

Compartilhe:

Prótese Fixa Sobre Implante

Em 23/10/2014

 Indicada para perda de “dois ou mais elementos dentários". Primeiramente acontece a implantação de dois ou mais “parafusos” de titânio, que servirão de pilares para futura prótese. Depois de 3 a 4 meses de cicatrização, iniciar-se-á  o processo de abertura dos implantes para a moldagem e confecção das próteses fixadas nos parafusos de titânio, e soldadas umas nas outras resultando em “resistência e estabilidade” da peça.

CONTINUE LENDO...

Tags: Odontologia Campinas-SP Ortodontista em Campinas dentista Campinas dentistas em Campinas clinica odontológica Campinas e Valinhos-SP Implantes dentários prótese dentária jaquetas de porcelana 

Compartilhe:

FACETAS DE PORCELANA - LENTES DE CONTATO ODONTOLÓGICA

Em 16/09/2014

Se há alguns anos as facetas cerâmicas impressionaram o universo da Odontologia Restauradora com a possibilidade da transformação estética de sorrisos pela realização de mínimos desgastes dentários, atualmente são as "lentes de contato" dentárias que impressionam! Pela exposição diária na mídia através dos "sorrisos perfeitos" dos artistas, as lentes de contato tornaram-se a coqueluche da odontologia cosmética
atual.

Com a evolução das propriedades ópticas e principalmente mecânicas das cerâmicas odontológicas, hoje é possível construir estruturas cerâmicas ultra-finas (lentes de contatoentárias)

com apenas 0,2 mm de espessura que possibilitam um tratamento altamente estético e minimamente invasivo, com mínimo desgaste ou em determinadas situações nenhum desgaste dentário. As lentes de contato são normalmente indicadas por razões estéticas, sendo capazes de corrigir desde pequenas imperfeições de forma dental até dentes anteriores com pequenas fraturas ou com diastemas. Podem ser usadas ainda para disfarçar manchas dentárias e pequenas descolorações.As lentes de contato são confeccionadas em laboratório a partir de um modelo obtido em consultório pelo dentista. Elas devem ser "coladas" aos dentes com um cimento resinoso que apresente propriedades ótimas com relação à adesão ao esmalte e estabilidade de cor. Como a cor final da restauração é influenciada também pela cor do cimento resinoso uma vez que a lente de contato é extremamente fina, é recomendável que o dentista faça uma prévia seleção da cor do cimento usando os kits de pastas "try-in" que normalmente acompanham os cimentos resinosos. Quando corretamente indicadas, as lentes de contato podem durar de 5 a 10 anos. 

CONTINUE LENDO...

Tags: Faceta de porcelana lentes de contato odontológica Dentista em Campinas prótese dentária Clínica de Odontologia Campinas-SP dentista em Valinhos-SP 

Compartilhe:

IMPLANTES DENTÁRIOS OSSEOINTEGRADOS

Em 08/09/2014

A reabilitação oral é a área da odontologia onde se restabelece a uma nova função mastigatória ao paciente que por algum motivo teve perda de um ou vários elementos dentários. Essa ou essas perdas podem acarretar diversos problemas ao paciente, pois haverá inclinação dos outros dentes, trazendo desarmonia da oclusão(encaixe dos dentes), problemas periodontais(gengiva e ligamentos). Além da movimentação dos dentes de forma inadequada pode também desenvolver problemas na Articulação Temporomandibular(ATM) e dor Orofacial (dores de cabeça), estética, dentre outros.

Neste caso, podemos devolver uma harmonia perdida pelo paciente usando vários artifícios que a prótese dentária ou implante dentário permitem, seja ela prótese dentária fixa(popularmente conhecida como ponte fixa); Prótese dentária removível(ponte móvel); Prótese dentária total(dentadura); ou ainda através da prótese dentária sobre implante dentário. Há casos em que o paciente perde somente a coroa do dente(parte do dente que fica exposta na cavidade oral) e fica com a raiz. Neste caso temos a possibilidade de tratarmos o canal(às vezes não há essa possibilidade e se perde o dente) e colocarmos um pino intracanal e fazermos uma Coroa Protética(conhecida como jaqueta).

O implante dentário é um suporte ou estrutura metálica fixada cirurgicamente no osso maxilar abaixo da gengiva. Quando colocado, permite ao dentista montar dentes substitutos sobre eles e em função de estar integrado ao osso maxilar, o implante dentário oferece um suporte estável para os dentes artificiais (prótese dentária sobre implante). 

Hoje em dia com o advento da porcelana conseguimos na maioria das vezes “esconder” o metal do implante dentário, ou seja, quando o paciente sorri não aparece o metal prateado indesejável. Em outros casos fazemos a jaqueta livre de metal, chamada de metal free (tem que ter a indicação correta para esses casos).
 

CONTINUE LENDO...

Tags: IMPALNTES DENTÁRIOS PRÓTESE DENTÁRIA DENTISTA ODONTOLOGIA CAMPINAS  CAMPINAS-SP 

Compartilhe:

Cuidados com seu implante dentário

Em 08/09/2014

 Uma boa higiene oral é essencial para manter a saúde dos seus implantes. É muito importante que a placa bacteriana seja removida adequadamente para evitar complicações no seu implante. Isto significa que além das visitas frequentes de manutenção ao dentista, você precisa escovar os dentes adequadamente, passar o fio ou fita dental, e limpar o espaço entre seus dentes (chamados de espaços interdentais) com uma escova interdental. O uso do creme dental antibacteriano ajuda a reduzir a placa bacteriana e previne a inflamação.
Proteja o seu investimento de tempo e dinheiro nos seus implantes dentais para que eles possam durar muito tempo, mantenha uma boa higiene oral para evitar complicações que podem levar a perda do implante. 
Se a higiene oral for inadequada pode levar à perda dos implantes. Pois, as bactérias se multiplicarão na superfície do implante até níveis prejudiciais. Isto resultará na inflamação do tecido gengival, que é chamada de mucosite peri-implantar. Se não for tratada, poderá resultar em perda óssea ao redor do implante, levando à peri-implantite e depois à perda do implante.
Pode-se comparar a peri-implantite (inflamação ao redor do implante com perda óssea) à periodontite. As duas doenças são causadas por bactérias semelhantes. Por isso a periodontite não tratada pode aumentar o risco da perda do implante. A peri-implantite é a causa mais comum de perda do implante.

CONTINUE LENDO...

Tags: Implantes osseointegrados prótese dentária clínica de odontologia odontologia Campinas dentistas Campinas-SP clínica de odontologia em Valinhos-SP 

Compartilhe:

Prótese Fixa ou Prótese dentária Unitária

Em 13/08/2014

Prótese fixa unitária ou com mais elementos consiste em substituir a parte perdida do dente ou o dente como um todo.Popularmente conhecidas como jaquetas são coroas dentárias totais.Neste caso ainda temos a raíz do dente e " encapamos" o restante com coras de porcelana e pinos intraradiculares.Podem ser livres de metal (metal Free), ou com metal por baixo (métalo-cerâmicas).
As peças protéticas conhecidas como ponte fixa são usadas quando há perda total do dente.Neste caso usamos os dentes vizinhos para apoio.São dois ou mais elementos (múltiplos).Podemos nesse caso usar os implantes osseointegrados para repor o elemento perdido.
Abaixo temos um caso onde primeiramente tratamos com aparelho fixo ortodôntico e posteriormente trocamos as coroas ou jaquetas com metal por baixo dos elementos centrais por coras dentárias metal free ( sem metal por baixo, muito mais estético).



CONTINUE LENDO...

Tags: Prótese fixa dentária  ponte fixa jaqueta ou coroa dentária  cirurgião dentista Cambuí Campinas-SP dentista campinas e valinhos-sp dentistas cambuí campinas e valinhos-sp clinica odontológica campinas e valinhos 

Compartilhe:

Coroa dentária Metal Free

Em 17/06/2014

Coroa dentária ou prótese fixa unitária popularmente conhecida por "jaqueta" são elementos protéticos que envolvem o dente todo.Existem as métalo-cerâmicas(metal revestido de porcelana) e as coroas dentárias livres de metal.Neste caso temos porcelana revestida de outra porcelana.Totalmente estética, geralmente usada em dentes anteriores.Temos ainda as coroas ocas de porcelana onde usa-se porcelana pura sem a camada de reforço por baixo.Cada caso deve ser avaliado individualmente.
Abaixo temos um caso clínico onde associamos aparelho fixo dentário e finalizamos com coroa em metal free.


CONTINUE LENDO...

Tags: Coroa metal free prótese dentária fixa jaqueta dental Cambuí-Campinas-SP 

Compartilhe:

Metal Free

Em 09/06/2014

Quando há necessidade de " encapar " totalmente o dente com peça protética chamamos de coroa dentária ou prótese fixa unitária.Popularmente chamda de " jaqueta".Existem basicamente duas formas: as métolocerâmicas ( metal revestido de porcelana ) ou metal free (porcelana revestida de outra porcelana).Usualmente usamos a primeira opção em dentes posteriores quando a estética não está envolvida e a segunda opção nos dentes anteriores, quando optamos por uma peça mais estética.Dessa forma evitamos o halo escuro ou sombra que o metal pode proporcionar na região cervical do dente com o passar do tempo.
Abaixo temos um exemplo de duas coroas trocadas nos dois dentes da frente de métálocerâmica totalmente anti-estética por coroas metal free que proporcionou uma aparência bem mais agradável ao sorriso do paciente.



CONTINUE LENDO...

Tags: Coroas dentárias jaquetas dentárias coroas metal free prótese dentária Cambuí-Campinas-SP 

Compartilhe:

Quais são os tipos de Próteses Dentárias

Em 13/05/2014

Consideramos prótese dentária toda substituição parcial ou total de um dente ou reposição de elementos dentários perdidos.Podem ser prótese fixa (ponte fixa), facetas laminadas (só cobrimos a face externa dos dentes da frente),inlay ou onlay(restauração de porcelana feita no laboratório para recobrimento parcial de um dente).Mais atual temos as lentes de contato(que são lâminas de porcelana ultra finas usadas nos dentes da frente sem desgaste do esmalte dentário).As coroas totais(jaquetas) que recobrem o dente todo, podendo ter núcleo(pino)ou não.
Implantes dentários e próteses sobre implantes.Quando o paciente perdeu um ou mais elementos, sem apoiar nos outros dentes(pontes fixas).
Ainda temos as próteses removíveis(pontes removíveis) que podem ser pontes removíveis provisórias, pontes removíveis com grampo e as próteses totais( dentaduras).

CONTINUE LENDO...

Tags: Prótese dentária ponte fixa jaqueta porcelana faceta implante Cambuí-Campinas-SP 

Compartilhe:

Dados incorretos, refaça sua busca com uma palavra maior.