(19) 3044.8899

(19) 98124.8789

Clínica Odontológica em Campinas Odonthos | Dentistas em Campinas

BLOG ODONTHOS ODONTOLOGIA

A Clínica Odonthos oferece tratamentos Dentários e Faciais com equipamentos de última geração, com uma equipe de profissionais que proporcionam eficência e conforto.

 

"Resultado da busca por: Halitose"


Mau Hálito

Em 19/01/2015

 Folheto: Mau Hálito

Folheto: Mau Hálito

A halitose não é uma doença, mas um sintoma de que algo não vai bem no organismo. Por isso, é fundamental determinar a causa do odor desagradável na boca, para introduzir o tratamento que, às vezes, pode exigir a participação de especialistas em diferentes áreas.

Folheto: Mau HálitoCausas

  • Má conservação dos dentes, inflamação da gengiva, pedaços de alimentos retidos entre os dentes, abscessos.
  • Menor produção de saliva (por isso, o odor matinal é sempre mais forte do que os que ocorrem durante o dia).
  • Ressecamento da boca decorrente de jejum prolongado, desidratação, exposição ao ar condicionado, estresse, uso de certos medicamentos, assim como respirar pela boca e falar por muito tempo.
  • Presença de saburra lingual, isto é, de uma placa bacteriana esbranquiçada, amarelada ou amarronzada, que se forma sobre a língua.
  • Consumo excessivo de álcool.
  • Infecções como amidalites, sinusites, etc.
Como tratar esse problema?
Escove bem os dentes pelo menos três vezes ao dia e use fio dental diariamente para remover a placa bacteriana e as partículas de alimento que se acumulam. Lembre-se também de escovar a língua.

Se você utiliza dentadura, remova-a antes de dormir e limpe-a bem antes de recoloca-la de manhã. Visite seu dentista regularmente para fazer revisões e limpezas em seus dentes.

Se o seu mau hálito persistir mesmo após estas medidas, consulte seu dentista, já que isso pode ser a indicação da existência de um problema mais sério. Só o dentista poderá dizer se você tem gengivite, boca seca ou excesso de placa bacteriana, que são as causas mais frequentes do mau hálito.

Folheto: Mau HálitoRecomendações
  • Beba bastante água, pelo menos dois litros por dia, para manter a boca sempre umedecida.
  • Evite permanecer muitas horas sem alimentar-se; o jejum prolongado favorece o aparecimento da halitose.
  • Capriche na higiene bucal. Quando escovar os dentes, use também o fio dental e passe a escova especialmente na região posterior da língua.
  • www.odonthos.com.br
  • #ODONTHOSODONTOLOGIA
  •  

CONTINUE LENDO...

Tags: Halitose mau hálito dentista em campinas dentistas em campinas Cirurgião dentista especialista cambuí campinas clínica odontológica campinas e valinhos-sp clínica de odontologia cambuí campinas e valinhos-sp 

Compartilhe:

Terceira idade e Odontologia

Em 28/07/2014

 A idade sozinha não pode apontar se o indivíduo é velho ou não: ela apenas classifica, pois a sociedade é quem vai determinar essa categoria social e, portanto ser velho é um conceito cultural. Não nos sentimos velhos nem sentimos interiormente as transformações físicas que surgem. Somente nos conscientizamos delas por meio do olhar do outro, pois interiormente, há sempre uma ilusão de eterna juventude. 
  Aumentar vida aos anos, e não anos à vida, em geral é a meta de qualquer profissional da Saúde. 

CONTINUE LENDO...

Tags: Odontologia e terceira idade dentista cambuí campinas-sp clínica odontológica em campinas e valinhos-sp dentistas em campinas odontologia campinas e valinhos-sp 

Compartilhe:

Fim do mal Hálito

Em 06/06/2014

O pesquisador israelense Yehuda Finkelstein anunciou ter descoberto a causa da mais severa forma de halitose e também sua cura.  O professor que é do Meir Hospital, em Israel, afirma que as amígdalas são as grandes responsáveis pelo problema em cerca de 90% das pessoas que sofrem de halitose.
Em muitos casos, o mau hálito é causado por uma bactéria anaeróbica que se prolifera em camadas superficiais da gengiva e dentes, liberando gases como o sulfato de hidrogênio. As amígdalas, com seus caminhos tubulares, se tornam o lugar ideal para a proliferação da bactéria anaeróbica. Pessoas com inflamações nas amígdalas podem ter como sintoma o mau hálito, em lugar de dor.  
O tratamento desenvolvido por Finkelstein consiste em uma aplicação de laser, por aproximadamente 15 minutos. O laser vaporiza o tecido infectado e cria uma cicatriz que impede a proliferação da bactéria. Tudo é feito com o paciente acordado, pois um spray anestesia as amígdalas. Na maioria dos pacientes apenas uma sessão é suficiente.
De acordo com o Dr. Ivan Valle, ortodontista da Oralface Institute, de São Paulo, a aplicação do laser  parece eficaz. "O processo é simples. A aplicação do laser gera uma inflamação que estimula a renovação das células.
Forma-se então uma cicatriz que fecha as 'rugas' das amígdalas, diminuindo os nichos onde se acumulam colônias de bactérias e resíduos alimentares em putrefação. Pensem que as amígdalas se assemelham ao maracujá velhinho".
O ortodontista lembra que o mau hálito pode ter também outras causas: cáries, má escovação, falta de fio dental, falta de escovação ou raspagem da língua, além de rinites, sinusites, faringites, laringites, xerostomia
(diminuição de saliva) e até doenças hepáticas ou bronco-pulmonares, gastrite e tabagismo.

CONTINUE LENDO...

Tags: Halitose mal hálito Cambuí-Campinas-SP 

Compartilhe:

Dados incorretos, refaça sua busca com uma palavra maior.