ENDODONTIA.

(19) 3044.8899

(19) 98124.8789

Clínica Odontológica em Campinas Odonthos | Dentistas em Campinas

Endodontia

A Odonthos é uma Clínica Odontológica Integrada em Campinas que realiza diagnósticos e tratamentos dentários, faciais e de gengivas com equipamentos de última geração. A Odonthos oferece diversas áreas odontológicas, com profissionais qualificados em próteses, implantes, saúde bucal, entre outros serviços.

 

ENDODONTIA

A Endodontia é a especialidade da Odontologia que estuda a polpa dentária (o tecido mole que se estende da dentina até a raiz do dente) e todo o sistema de canais ligados à raiz do dente e os respectivos tecidos da região (conhecidos como tecidos periapicais). Por isso, o cirurgião-dentista especialista na endodontia avalia e trata qualquer problema, doença ou dores que afetam a região da polpa dentária e da raiz dos dentes.

Os problemas mais comuns são as infecções na região das raízes, em geral provocadas por lesões ou por uma cárie profunda. Nessas situações, o efeito mais comum é a inflamação ou a infecção na região da raiz do dente, exigindo o tratamento de canal dentário para eliminar o problema.

Qual é o tipo de tratamento adotado quando há uma dor ou infecção que afeta a raiz do dente?

Nessas situações, como a raiz do dente é de difícil acesso, é necessário a abertura de um canal de acesso à região do tecido mole afetada. Por isso, o tratamento de canal dentário é o recomendado quando a raiz do dente sofre uma infecção, inflamação, cárie profunda, entre outros problemas.

 

Como é o tratamento de canal dentário?

O tratamento de canal dentário (ou tratamento endodôntico) é necessário quando é preciso eliminar uma doença na raiz do dente. Para isso, o tratamento de canal começa com a anestesia da região afetada, realizando, a seguir, uma abertura pela coroa do dente até a câmara da polpa do dente (região onde está a raiz).

Quando ele consegue o acesso até a polpa do dente e a raiz por meio desse canal, o cirurgião-dentista elimina a infecção e a faz a remoção do tecido que está afetado. Em seguida, ele modela o canal para receber a restauração. Depois, os canais são obturados com um material definitivo. O dente já está livre da infecção e da polpa que foi afetada. Por fim, basta fechar a abertura feita na coroa do dente com um material apropriado (uma espécie de cimento, que veda a abertura junto à coroa).

O tratamento de canal dentário é um tratamento doloroso?

Não. Atualmente, o tratamento de canal (ou tratamento endodôntico) é um procedimento seguro, indolor e relativamente rápido, com índice de sucesso elevado. Mas, para isso, é preciso contar com a intervenção de um cirurgião-dentista experiente e dotado de equipamentos modernos e adequados. Tudo isso você encontra na Odonthos, que oferece uma qualificada equipe de endodontia em Campinas.

Quando é necessário fazer um tratamento de canal dentário?

O tratamento de canal (tratamento endodôntico) é necessário quando o dente é afetado por uma cárie profunda (que se estende até a raiz dos dentes), ou quando ocorrem problemas como uma fratura ou um trauma em um dente (quebra de um dente), infiltrações em uma restauração, dentes desgastados, necessidade de colocação de uma prótese, entre outras ocorrências.

Há também situações em que o dente já foi tratado, mas é preciso um novo tratamento de canal. Isso ocorre quando há uma contaminação com bactérias nas regiões já tratadas.

 

Como saber se preciso fazer um tratamento de canal? Quais são os sintomas mais comuns?

A necessidade de se fazer um tratamento de canal é uma decisão de compete ao cirurgião-dentista. Ele faz uma avaliação das condições dos dentes e decide se ela é necessária.

Contudo, o paciente pode, de antemão, perceber a necessidade de se fazer um tratamento de canal. Isso pode ser feito quando ele percebe os seguintes sintomas:

• Sensibilidade elevada ao mastigar;
• Inchaço na gengiva ou na face (edema);
• Escurecimento do dente afetado;
• Dor de dente elevada na região afetada;
• Dor de dente espontânea, sem que haja um estímulo para provocá-la;
• Dor de dente noturna no local afetado (sobretudo no momento de deitar-se);
• Fístula gengival (um sinal de infecção na região afetada).

 

O que é mais importante no tratamento de canal?

No tratamento de canal, é muito importante a manutenção do dente em sua respectiva cavidade bucal e a preservação da saúde dos tecidos periapicais (tecidos na região da raiz dos dentes).

Para isso, no tratamento de canal é feita a remoção do tecido pulpar (o nervo afetado pelas bactérias) e a ampliação do local onde o dente está alojado (conduto radicular). Com estas ações é possível fazer a limpeza do canal e seu alargamento, cujo espaço será posteriormente preenchido com o material que fará a vedação do local, minimizando as chances de uma proliferação bacteriana.

De que maneira os tratamentos de canal evoluíram até aos dias atuais?

Com o avanço da pesquisa odontológica, ao lado da evolução tecnológica, os especialistas podem hoje ter acesso a tratamentos de canal de melhor qualidade, com resultados mais eficazes, mesmo tratando-se de casos complexos e de difícil resolução.

Como exemplos destas técnicas mais evoluídas, podemos citar:
Instrumentação mecanizada: com estes instrumentos, torna-se mais fácil preparar o conduto radicular, facilitando a limpeza e a ampliação do canal;
Aparelhos de ultrassom: eles auxiliam a limpeza dos condutos radiculares e facilitam a desobturação dos canais já tratados;
Uso do laser: a laserterapia facilita a reparação das áreas afetadas e ajuda a impedir a proliferação das bactérias.